CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / MATO GROSSO

Facmat lança projeto para fortalecer as Associações Comerciais em todo o estado

Segundo o presidente da entidade, Jonas Alves, projeto é uma forma de estimular as lideranças das associações comerciais no estado

28 de julho de 2021 - 09:55

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat) lançou na noite de segunda-feira (26) o Projeto Facmat Integra, com o intuito de fortalecer o associativismo voluntário em Mato Grosso, através de ações e campanhas que unifiquem as Associações Comerciais (ACEs) e a Federação. Participaram do lançamento virtual os presidentes, diretores e executivos das entidades, que somam 56 em todo o estado.

Na oportunidade, o deputado estadual Carlos Avallone e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec/MT), César Miranda, trouxeram informações sobre os trâmites envolvendo a expansão da malha ferroviária no Estado.

“O Projeto Facmat Integra tem a intenção de ser mais um canal para unificar as proposições de políticas públicas de interesse dos empresários, além de acompanhar a atuação de cada presidente de Associação Comercial, oferecendo apoio e buscando soluções para cada cenário”, apontou o presidente da Facmat, Jonas Alves.

Segundo ele, também é uma forma de estimular as lideranças das ACEs no estado, propondo a regionalização de áreas de atuação da Federação e uma interação maior com cada cidade e região.

Os presidentes Cleyton Laurindo, da Associação Comercial e Empresarial de Sinop (Aces), e Renato Del Cistia, da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (Acir), apoiaram a realização do projeto e se colocaram à disposição para a realização dos encontros.

“Essa mobilização regional é muito importante para discutirmos ações que melhorem o desenvolvimento local e me coloco à disposição para ser anfitrião do encontro na região de Sinop”, reiterou Cleyton.

Renato frisou sobre a inclusão de membros da diretoria para enriquecer os encontros regionais do Facmat Integra. “Como sugestão é muito interessante a participação dos diretores das Associações para que haja, inclusive, mais integração com a Facmat. Acredito que essa reunião regional é muito positiva, conte conosco, se precisar de estrutura para eventuais encontros híbridos, estamos com nosso espaço aberto”.

Ferrovia Estadual

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec/MT), César Miranda, falou com entusiasmo na reunião sobre o lançamento do edital para construção da primeira ferrovia do Estado de Mato Grosso.

Segundo ele, o projeto indica que os trilhos cheguem de Rondonópolis a Cuiabá e de Rondonópolis a Nova Mutum, até Lucas do Rio Verde, com prazo estipulado entre 5 a 6 anos.

O investimento previsto inicialmente é de R$ 12 milhões na construção, com geração de empregos, diretos, indiretos, temporários e os gerados pelo efeito-renda, por conta do desenvolvimento econômico que a obra vai trazer.

“Digo que a ferrovia é um projeto audacioso lançado pelo governador Mauro Mendes, que começou com a Assembleia Legislativa, permitindo que nós pudéssemos autorizar a construção de uma ferrovia estadual”, contou o secretário. Ele explicou ainda que 27 municípios serão contemplados com os trilhos, que irá permitir ainda a redução nos preços de produtos vindos da região Sul do país.

“Com a ferrovia, a intenção é que se diminuam os custos com fretes. Também vamos incrementar o comércio, ou seja, todos que querem ver o crescimento do Estado ganham com a ferrovia. Estamos muito animados com esse gesto de ousadia do governo estadual e estamos fazendo história”, ressaltou César Miranda.

De acordo com o deputado estadual Carlos Avallone, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) teve papel fundamental para que o edital de chamamento público fosse lançado para a construção da ferrovia.

“Graças à aprovação pelos deputados conseguimos uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) e um projeto de lei complementar que deram a sustentação legal necessária e permitiu que o governo pudesse fazer concessões ferroviárias”, esclareceu Avallone.

A viabilidade econômica, conforme o parlamentar, também é um dos fatores que permitiram a idealização da ferrovia. “Para a construção de uma ferrovia é preciso viabilidade, não basta vontade política, e temos viabilidade econômica. Cuiabá, por exemplo, é responsável por 20 milhões de toneladas de produtos, isso dá condições de retorno, importante para viabilizar a ferrovia”, finalizou o parlamentar.

O presidente da Facmat, Jonas Alves, justificou as presenças do deputado e do secretário durante o lançamento do Facmat Integra, para que o grupo acompanhe e discuta o projeto da primeira ferrovia estadual de Mato Grosso, que instiga o desenvolvimento econômico de várias regiões.

“Essas informações são importantes para que nós, como representantes das Associações Comerciais, nos posicionemos sobre como favorecer o desenvolvimento da nossa região. Podemos levantar bandeiras no Estado, trabalhar questões que envolvam benefícios para a sociedade e para o desenvolvimento econômico de cada comunidade”, sugeriu o presidente.

Sobre a Facmat

A Facmat representa 56 Associações Comerciais e Empresariais no Estado e mais de 18 mil empresas de todos os segmentos econômicos. Integra a CACB, sistema associativista composto por mais de 2300 Associações em todo o país, com mais de 2 milhões de empresários.

Fonte: Facmat

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311