CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / COOPERATIVAS DE CRÉDITO

CACB e Sicoob assinam protocolo de intenção para potencializar parcerias

A assinatura foi feita no início do painel Experiência do Paraná na Inclusão Financeira das MPEs

19 de outubro de 2017 - 17:50

A CACB e o Sicoob assinaram esta tarde um protocolo de intenção entre as entidades, que entre outras coisas, prevê o estimulo e a potencialização de parcerias, a realização de atividades comuns para disseminar o sistema cooperativista, oferecer serviços e identificar oportunidades para novas cooperativas, levando a experiência do Paraná para todo o País.

Assinatura do protocolo de intenção entre a CACB e o SICOOB. Foto: Itamar Aguiar/Agência Freelancer.

O documento foi assinado pelo presidente da CACB, George Pinheiro; o presidente do Conselho de Administração do Sicoob Confederação, Jefferson Nogaroli; e, como testemunha, Carlos Alberto Santos, da Cosinergia.

A assinatura foi feita no início do painel Experiência do Paraná na Inclusão Financeira das MPEs, durante a programação do 4º Fórum Nacional CACB Mil e Congresso Empresarial Paranaense.

No painel, José Augusto Sperotto, representante das Sociedades Garantidoras de Crédito apresentou resultados da entidade no terceiro trimestre deste ano: o crédito, no Brasil, caiu 2,9% no período, em função da crise, que faz com que os bancos deixem de oferecer dinheiro. “O crédito para as MPEs é como o oxigênio para o nosso pulmão. Nós não enxergamos, mas se faltar, a gente morre. Esse dinheiro que está faltando, são empregos que deixaram de ser gerados”, destacou. Sperotto disse ainda que, por outro lado, o sistema cooperativista cresceu 32% no Paraná.

O crescimento do Paraná foi destacado por Carlos Alberto Santos, da Cosinergia, o que, para ele, é resultado de muito trabalho. “Nós temos aqui um binômio que vamos encontrar em diversos países, que é o associativismo e o cooperativismo andado juntos. Na medida que você aglutina e ganha força para pressionar, para melhorar o ambiente legal para os negócios, as coisas funcionam melhor”, afirmou.

“Nós do Paraná e das associações comerciais cansamos de reclamar das taxas de juros e das dificuldades e então criamos uma alternativa, as cooperativas de crédito”, disse Jefferson Nogaroli. Segundo ele, ao se criar esta alternativa, outras cooperativas que já existiam começaram a olhar para as MPEs, o que é muito bom, pois gerou competitividade e boas condições de crédito. “Nos só vamos ter um pais eficiente quando aqueles que produzem tiverem condições viáveis para isso”, declarou.

Participaram ainda o gerente estadual do Banco do Brasil no Paraná, Marcelo Palhano; Joao Regiani, diretor de operações do BRDE; Luiz Malucelli Neto, diretor de Mercado da Fomento Paraná; Rodrigo Guimarães, representante do Bancoob; e Vitor Roberto Tioqueta, superintendente do Sebrae/PR, que mediou o painel.

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311