1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / RAIO-X

Só metade dos MEIs e informais conseguem resistir mais 30 dias

Pesquisa de plataforma de suporte ao empreendedor mostra que a crise afetou em cheio também as microempresas

05 de maio de 2020 - 10:30

Foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

Em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), diversos trabalhadores estão lutando para enfrentar as consequências da crise econômica. O desemprego deve apresentar no segundo trimestre de 2020 um crescimento recorde, devido às alternativas drásticas encontradas pelas empresas na tentativa de reduzir gastos durante a turbulência causada pela Covid-19. De acordo com a pesquisa “Raio-X do pequeno empreendedor brasileiro”, feita pela Me Poupe! Research em parceria com a Toluna e IMO insights, 50% dos microempreendedores individuais, das microempresas e dos informais possuem capital para continuar suas atividades apenas por mais 30 dias.

Ainda segundo os dados do levantamento, somente 27% das pequenas empresas conseguiriam se manter por mais 60 dias, se a situação do cenário econômico do Brasil não melhorar. Pensando nisso, a Me Poupe! lançou nesta segunda-feira (4) o “SOS Me Poupe!”, uma plataforma que tem como objetivo o resgate dos profissionais que movem a economia brasileira.

De acordo com a fundadora da Me Poupe!, Nathalia Arcuri, a iniciativa visa ajudar quem precisa de apoio nesse momento de caos em todos os cenários do país.

“Nossa economia é baseada nesses pequenos empreendedores, que estão sentindo os maiores impactos econômicos com o avanço da Covid-19. Por isso, criamos o SOS Me Poupe!. Queremos resgatar os pequenos para eles saírem dessa crise melhor que entraram. Inclusive, a plataforma também trará conteúdos para ajudar quem quer começar a empreender nesse momento”, explicou Nathalia.

O programa visa consolidar em um mesmo espaço as informações para apoiar profissionais autônomos, micro e pequenos empreendedores, e até pessoas que buscam uma nova oportunidade de emprego ou que pretendem fazer uma renda extra durante esse período. A plataforma funciona como uma vitrine para que esses trabalhadores divulguem seus serviços e produtos de forma gratuita.

Fonte: Estado de Minas

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311