1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / ASSOCIATIVISMO

Programa Empreender gera aumento da competitividade e movimenta economia em Pomerode-SC

Desde a criação do Núcleo em 2016 já foram realizadas diversas ações voltadas para a capacitação e profissionalização dos artesãos

26 de março de 2019 - 09:53

Casas em enxaimel, ruas limpas, áreas verdes exuberantes e a cultura alemã ressaltada em cada detalhe, deram a Pomerode o título de “a cidade mais alemã do Brasil”, se tornando uma referência turística dentro e fora de Santa Catarina.

Mas a fama e os diferenciais também trouxeram a necessidade de profissionalizar e organizar as atividades locais.

Produtores de artesanatos e lembranças da cidade, os artesãos locais sentiram a necessidade de se profissionalizar para desenvolver seus negócios e melhor atender a clientela.

Com o auxílio da Associação Empresarial de Pomerode (Acip), foi criado em 2016 do Núcleo de Economia Criativa e deu-se início à organização do setor, gerando impactos e movimento econômico, com o acesso a novos mercados e outras mudanças. “Quem viaja normalmente quer trazer alguma lembrança do local que passa e o setor organizado consegue oferecer melhores serviços e resultados para os que produzem”, destaca o consultor regional da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) para o Vale do Itajaí, Albert H. Sabin, também responsável pelo processo de formação do grupo e planejamento das ações.

Sem local para expor permanentemente os produtos, uma das primeiras ações do Núcleo foi a conquista de um espaço junto ao Centro Cultural de Pomerode, um dos principais pontos turísticos do município e onde ocorre grande parte dos eventos. No local os próprios artesãos comercializam as peças.

Com o comércio formalizado veio a necessidade da criação de uma associação que permitisse transações formais dos produtos dos associados, já que grande parte dos participantes não possuíam CNPJ para movimentação financeira e bancária. Denominada Associação Feito a mão em Pomerode, a ação também atrelou o trabalho de criação de uma marca para os produtos, batizada de Loja Handgemacht – Feito a Mão em Pomerode.

Hoje com 46 artesãos na Associação, o Núcleo conta com outras sete empresas e continua sob o acompanhamento da Acip e do consultor local da entidade, sendo que para se tornar um associado, é necessário antes filiar-se a Acip e ser antes um integrante do Núcleo e também morador da cidade.

Desde a criação do Núcleo em 2016 já foram realizadas diversas ações voltadas para a capacitação e profissionalização dos artesãos, abordando, por exemplo, marketing digital, atendimento, formação de preço de venda, desenvolvimento de produtos, organização e layout de Loja, e também atividades para engajamento e gestão de conflitos.

Foram realizadas ainda visitas técnicas a empresas e grupos de artesanato de outros municípios, como também já foram recebidos vários grupos que vieram conhecer o trabalho realizado pelo Núcleo em Pomerode.

O Núcleo também realizou um trabalho social, onde pequenos bonecos de polvos, os “polvinhos”, foram entregues para o Hospital e Maternidade Rio do Testo, para serem doados aos bebês recém-nascidos.

Segundo o consultor regional, os resultados são visíveis e já podem ser mensurados. Somente no primeiro ano da Loja, em 2017, a Associação Feito a Mão em Pomerode faturou mais de R$ 500 mil reais. Em 2018, o resultado foi ainda melhor, e até o mês de dezembro, a Associação já havia faturado mais de R$ 700 mil reais. Além do resultado gerado através das vendas na loja, em 2018 também já foram realizadas vendas pela internet, principalmente por meio das mídias sociais criadas e gerenciadas pelo próprio Núcleo, onde são divulgados vários dos produtos oferecidos na Loja.

Na avaliação do diretor do Programa Empreender da Facisc, Allan Edgard Kreutz, os resultados obtidos pelo Núcleo refletem bem o espírito do Programa Empreender, o que vem sendo enfatizado na nova campanha, incentivando o trabalho colaborativo e a união de forças para o alcance de melhores resultados para todos.

O Núcleo faz parte do Programa Empreender, uma iniciativa da Facisc, com o apoio do Sebrae SC, que incentiva a união dos empresários por meio do associativismo para o desenvolvimento dos negócios. Através do Programa Empreender as empresas se reúnem nos núcleos empresariais das Associações Empresariais e neste modelo atuam num ambiente favorável ao crescimento, comprovando que a união é um elemento saudável para a sustentabilidade empresarial.

Confira AQUI o depoimento da empresária e artesã Dulce Goede, do Núcleo de Economia Criativa de Pomerode.

Fonte: Facisc

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311