1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / 11WCC / #11WCC

Prestadores de serviços alternativos trabalhando junto das instituições financeiras: este é o futuro, segundo especialista

Workshop discutiu, no #11WCC, as diferentes formas de financiamento alternativo

14 de junho de 2019 - 18:13

Uma parcela crescente de transações financeiras está ocorrendo fora das instituições bancárias tradicionais, tanto em economias avançadas, quanto em emergentes, com vastas implicações para o funcionamento da economia global. Em 2015, um total de US$ 242 milhões em fundos financeiros alternativos on-line foram levantados na África e no Oriente Médio. O workshop “Além dos bancos… Como novas alternativas financeiras transformam as economias avançadas e emergentes?” discutiu como as diferentes formas de financiamento alternativo e as “fintechs” transformam as operações e os modelos de negócios e como as câmaras de comércio têm facilitado essa mudança.

Durante o bate-papo, o conselheiro-geral da Mastercard, Timothy Murphy, disse que a empresa tem uma vasta experiência de integração das fintechs nos serviços financeiros, especialmente em pagamentos. Sobre a ideia de que este tipo de empresa está competindo com os bancos, ele foi enfático: “O futuro é os prestadores de serviços alternativos trabalhando junto com as instituições financeiras. Nós acreditamos que elas podem ajudar os bancos”, disse.

O gerente da Unidade de Finanças do Sebrae, Alexandre Guerra, falou sobre o mercado de crédito para as MPEs no Brasil, onde 85% dos ativos está concentrado em 5 instituições financeiras. “Menos de 18% do crédito vai para a micro e pequena empresa, e o pior é que elas pagam o dobro de taxas que as de grande porte”, disse. Guerra explicou o papel do Sebrae nesse sentido, que além de fornecer a este público serviços de educação financeira, também possui uma estratégia de garantia de crédito para a micro e pequena empresa.

Ele também citou a Lei Complementar 167, de 24 de abril de 2019, que instituiu a Empresa Simples de Crédito (ESC), com o objetivo de tornar mais barato o crédito para microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte.

O diretor-geral associado da InvestHK, Jimmy Chiang, também participou do painel. Adrian Ng, co-founder e CFO da PearlPay, fez a moderação.

 

Por Erick Arruda da Assessoria de Comunicação do #11WCC

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311