1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / CAMPANHA

“Não desista: isso também vai passar”. Empreender reúne boas práticas e valores em nova campanha

Proposta quer envolver empreendedores pela empatia e fortalecer o conceito de associativismo para apoiar as empresas na retomada do desenvolvimento econômico

28 de abril de 2020 - 12:16

Não desista: isso também vai passar. O temor pela saúde, a crise nos negócios, o volume de notícias alarmantes. Os empresários brasileiros, assim como a população em geral, passam por um momento de incertezas e sentimento de impotência diante da pandemia da COVID-19.

O associativismo, além de ser uma ferramenta para o crescimento competitivo das empresas, representa espaço para diálogos produtivos, circulação de informações confiáveis e até de vínculo, encontro e união para os empresários. Principalmente agora.

Exemplos não faltam. Como as Mulheres Empreendedoras de Palmeira dos Índios, Alagoas, que se uniram para fazer doces, abriram uma empresa e passaram a comercializar os produtos nos supermercados. O caso foi premiado em um concurso internacional, em 2017.

Também vale destacar o Núcleo Estadual de Automecânica de Natal, no Rio Grande do Norte. O atual presidente da Federação foi um empresário nucleado. Além disso, outro empreendedor do mesmo grupo, que estava prestes a fechar o negócio, recebeu dos parceiros/concorrentes apoio financeiro e material para se recuperar.

O Núcleo de Panificação de Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, concluiu que o processo de fabricação de pães tomava espaço dos estabelecimentos e exigia uma série de regras. Os empresários decidiram, então,  investir em uma indústria de panificação.

A União das Entidades de Comércio e Serviços (UNECS) é outra referência: as nove maiores organizações do setor se uniram para defender pautas de interesse comum com uma assessoria parlamentar única, atuando no Congresso e no Governo Federal.  Assuntos que estavam na pauta há mais de 15 anos, como a diferenciação de preços segundo os meios de pagamentos, foram solucionados em menos de dois anos graças ao trabalho conjunto.

“Nenhuma das conquistas teria sido possível se não fosse pelo associativismo“, esclarece Carlos Rezende, coordenador executivo da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e coordenador do programa Empreender. O projeto, que reúne empresas para buscar soluções conjuntas e, assim, aumentar a competitividade por meio da parceria com concorrentes, é executado pela CACB com apoio do Sebrae há mais de 20 anos, com o slogan “Unir para crescer”. Levantando a bandeira do associativismo, o Empreender lançou em abril uma campanha de comunicação com foco nos valores e práticas que devem guiar os empresários durante a pandemia.

Os cases citados e outras demonstrações de sucesso farão parte da ação, com matérias disponíveis no site www.empreender.org.br.

“A ideia é fortalecer o empreendedor de micro e pequeno negócio que está, muitas vezes, desesperado e sem visão de futuro. A economia vai se recuperar após essa crise e precisamos focar nessa retomada, que vai acontecer”, aponta Carlos Rezende, coordenador executivo da CACB e coordenador do Programa Empreender. Mas é necessário ter responsabilidade e empatia, destaca: “Preocupamo-nos com a empresa, com os colaboradores e com a sociedade. Desistir agora pode ter um custo ainda maior que tentar manter-se no mercado. E o associativismo pode ajudar.  Por meio da capilaridade do sistema de associações comerciais, por exemplo, com parcerias e com troca de experiências. No programa Empreender, os núcleos setoriais continuam investindo na capacitação e em mentorias com consultores para auxiliar o empresário nesta fase “.

 

Não é hora de sair

A campanha é ampla e começou com a divulgação de uma consulta pública, que segue até dia 8 de maio,  no portal do Empreender, para que empresários e dirigentes de ACEs avaliem a situação e compartilhem boas ideias. Com o mote “Não é hora de sair” e a hashtag  #reinventarjuntos, a proposta é estimular que continuem ligados a outros empresários por meio dos núcleos setoriais das associações comerciais. Entre as perguntas está um ponto que tem tirado o sono do brasileiro: a dificuldade de acesso às linhas de crédito e outras soluções que estão sendo criadas e divulgadas pelo governo.  Também são abordados itens como investimento em marketing digital, na migração para vendas online e na capacitação remota dos colaboradores, além das ações que estão sendo realizadas na cidade para combater os efeitos da pandemia nos micro e pequenos negócios. As consultas estão disponíveis em www.empreender.org.br/consulta.

#SomosTodos Empreendedores

A nova etapa da campanha abrange diversos temas de interesse do empresariado, com um enfoque comum: a empatia. Com a proposta de que o empresário se coloque no lugar do outro neste momento de crise, a intenção é ajudá-lo a não desistir de empreender e reinventar-se para a retomada da economia, que será um outro desafio.

São publicadas, nas mídias sociais e por WhatsApp, estratégias de apoio, como é o caso da plataforma gratuita para migração digital do Sebrae – mercadoazul.sebrae.com.br – que permite vendas online, e o selo #CompreDoPequeno, iniciativa que promove o fortalecimento desse nicho no mercado. As peças também abordam a importância de manter o colaborador no quadro, com divulgação do movimento #NãoDemita!, e valorizam a informação: são indicadas referências atuais sobre relações de trabalho e medidas econômicas, além de conversas ao vivo com especialistas nas redes sociais, com datas e nomes apresentados ao longo da divulgação.

Empreender é tentar. É decidir. É realizar. Nenhuma situação é igual, mas empatia é para todos. Neste momento de crise, o programa Empreender sugere que se faça o mínimo para enfrentar um desafio que atinge o mundo inteiro: colocar-se no lugar do outro.

Acompanhe e compartilhe os posts nas redes sociais. Siga o Instagram @programaempreendercacb.

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311