CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / IPC-C1

Inflação da baixa renda avança em maio, diz FGV

Índice passou de 0,11% em abril para 0,67% neste mês. Habitação e vestuário puxaram alta

06 de junho de 2017 - 09:54

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação de baixa renda, apresentou variação de 0,67% em maio, taxa 0,56 ponto percentual acima da registrada em abril, uando o índice registrou variação de 0,11%, segundo divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira (6). Com este resultado, o indicador acumula alta de 1,98%, no ano e, 3,47%, nos últimos 12 meses.

Vestuário contribuiu para a alta do indicador em maio. Foto: Reprodução/TV Fronteira

O IPC-C1 calcula a variação de preços para famílias que ganham de 1 a 2,5 salários mínimos.

Em maio, o IPC-BR registrou variação de 0,52%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 4,05%, nível acima do registrado pelo IPC-C1.

Cinco das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação: habitação (-1,00% para 2,19%), vestuário (-0,65% para 0,52%), transportes (0,12% para 0,31%), despesas diversas (0,02% para 0,26%) e educação, leitura e recreação (-0,02% para 0,15%).

Por outro lado, os grupos: alimentação (0,71% para -0,29%), saúde e cuidados pessoais (1,27% para 0,81%) e comunicação (0,58% para 0,21%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação.

Veja a variação de preços de alguns itens:
Tarifa de eletricidade residencial (-7,83% para 12,53%)
Roupas (-0,73% para 0,83%)
Tarifa de ônibus urbano (0,24% para 0,55%)
Alimentos para animais domésticos (-0,09% para 1,05%)
Salas de espetáculo (-0,74% para 0,51%)
Hortaliças e legumes (14,42% para -1,10%)
Medicamentos em geral (2,46% para 1,18%)
Tarifa de telefone móvel (0,68% para 0,35%)

Fonte: G1

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311