1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / CHAMA EMPREENDEDORA

Florianópolis recebe evento que visa impulsionar negócios locais aproveitando oportunidades dos Jogos Rio 2016

Chama Empreendedora vai envolver as mais de 2 mil associações comerciais brasileiras no roteiro oficial do revezamento da Tocha Olímpica. Na Capital catarinense, a iniciativa será realizada no dia 27 de abril na ACIF com o apoio do Sebrae/SC.

25 de abril de 2016 - 19:19

As oportunidades de negócios que os Jogos Olímpicos de 2016 trarão ao Rio de Janeiro também poderão ser aproveitadas pelas 329 cidades que estão na rota oficial da Tocha Olímpica. Inspirada no revezamento do símbolo dos Jogos, que vai atrair atenção mundial a essas regiões, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) está levando a todo o país a Chama Empreendedora, uma iniciativa para incentivar os municípios e as empresas a se tornarem exportadores. “É uma mobilização pela retomada do desenvolvimento a partir da cultura exportadora, do protagonismo das cidades e da integração do setor produtivo. Uma oportunidade de crescimento em meio à crise político-econômica aproveitando esses grandes eventos mundiais”, explica Paulo Protasio, presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio), que coordena nacionalmente a inciativa.
No próximo dia 27 de abril, Florianópolis sedia a etapa catarinense do evento. Na Capital, o evento será organizado pela Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) e Sebrae/SC. Por meio de conteúdos ajustados à realidade local, serão apresentados o Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) do Ministério da Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Projeto Sebrae no Pódio, do Sebrae Nacional, e o Programa Exporta Fácil dos Correios. As temáticas trazem desafios, potencialidades e tendências globais, explorando os principais gargalos e potencialidades da região, além de workshops e consultoria para capacitação e qualificação das empresas. “A grande rede nacional de mais de 2 mil associações comerciais pode ajudar os pequenos e médios negócios locais a se beneficiarem desses megaeventos. É uma aposta no associativismo”, diz o presidente da ACIF, Sander DeMira. “Os Jogos Rio 2016 podem se tornar uma excelente oportunidade para as micro e pequenas empresas de Santa Catarina. Ao apoiar o Chama Empreendedora, temos certeza que fomentaremos o desenvolvimento dos pequenos negócios de Santa Catarina e, consequentemente, a economia do estado. Vamos reforçar o potencial das MPEs catarinenses e a capacidade técnica das nossas empresas”, comenta a Coordenadora do Sebrae/SC na Regional da Grande Florianópolis, Soraya Tonelli.
O evento inicia às 9h30 no auditório da entidade, com abertura do presidente da ACIF e representantes do Sebrae/SC e do Conselho do Jovem Empreendedor de Santa Catarina (Cejesc). Será realizado um painel em formato de talk show, com apresentações sobre os programas de exportação dos parceiros da Chama Empreendedora: Plano Nacional da Cultura Exportadora, do MDIC; Sebrae no Pódio, do Sebrae Nacional; e Exporta Fácil, dos Correios. Também será apresentado um case de sucesso mostrando a potencialidade de exportação da região, além de consultorias e atendimentos gratuitos sobre como exportar, realizados pelo Sebrae SC e Correios. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo link – http://www.acif.org.br/agenda-de-eventos/evento-chama-empreendedora/.
O circuito da Chama Empreendedora iniciou no dia 8 de abril, em Fortaleza, e vai passar por 16 associações comerciais. Encerra dia 4 de maio, na cidade do Rio de Janeiro, um dia depois do início do revezamento oficial da Tocha Olímpica pelo país. Os Jogos iniciam no dia 5 de agosto.

cronograma nacional evento

A Olimpíada e os Municípios Brasileiros

Segundo o diretor executivo de Operações do Comitê Organizador Rio 2016, Marco Aurélio Vieira, a Tocha Olímpica chegará ao Brasil no dia 3 de maio e percorrera cerca de 20 mil km terrestres e 12 mil milhas aéreas, em 329 municípios. “Faremos uma cerimônia onde celebraremos a Pira Olímpica. A chama vai dormir todas as noites em 83 cidades. Com isso, estamos fazendo com que os primeiros jogos olímpicos a se realizarem na América do Sul não sejam os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, sejam os Jogos Olímpicos do Brasil”. De acordo com Bruno Quick, gerente de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do Sebrae Nacional, “os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trazem chances reais de realização de negócios para empresas fluminenses, mas também, de todo o país”. Cerca de 12 mil empresas já foram cadastradas no Portal de Suprimentos Rio 2016. Dessas, 75% são micro ou pequenas.
Com base no mapeamento e cadastros realizados durante o circuito da Chama serão selecionados, em conjunto com o MDIC, empresas e produtos para a composição de um catálogo físico, para exposição de produtos brasileiros em mercados nacionais e internacionais. A relação contará com resumo do perfil do estado (histórico e potencial de exportação) e lista de empresas por estado (com perfil da empresa e especificação do produto).
Os produtos selecionados serão expostos em área privilegiada no Museu do Amanhã, na região portuária da cidade do Rio de Janeiro, durante e após os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, atraindo a atenção de todos os turistas, jornalistas e empresários que visitarão o país por conta do grande evento esportivo. Além do catálogo físico, a Chama Empreendedora irá selecionar empresas e produtos para a composição do catálogo virtual, que será disponibilizado em uma aba do projeto no portal Vitrine do Exportador (VE), do Governo Federal. Atualmente, 20 mil exportadores de bens e cerca de 9 mil exportadores de serviços participam da VE, cuja base de dados é atualizada mensalmente.
A diretora de Licenciamento e Varejo do Comitê Rio 2016, Sylmara Multini, avalia que uma possível exposição de produtos licenciados em outras cidades brasileiras também poderia colaborar profundamente para promover o movimento olímpico para todo o país e engajar a população. “A utilização da rede das Associações Comerciais brasileiras pode contribuir no objetivo do Comitê de alcançar 40 mil pontos de vendas pelo Brasil dos produtos licenciados, além das 150 lojas oficiais”, diz.

chama-empreendedora convite
Programas de Exportação

Exporta Fácil – Caracteriza-se por facilitar o envio de remessas postais ao exterior. Ou seja, em qualquer ponto do território nacional, é possível ter acesso ao mercado externo, ao confiar aos Correios a remessa das mercadorias. Foi criado pensando em dar suporte ao processo de internacionalização das empresas de pequeno e médio porte ou mesmo a exportadores esporádicos. Cerca de 90% das remessas se referem às pequenas e médias empresas.

Sebrae no Pódio – Convenio de cooperação técnica entre Sebrae e Comitê Organizador Rio 2016 para contratação das empresas fornecedoras de produtos e serviços para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. O objetivo é auxiliar as micro e pequenas empresas a participarem das oportunidades de negócios que são geradas por ocasião de megaeventos esportivos.

PNCE – O Plano Nacional de Cultura Exportadora foi criado com o objetivo de aumentar e qualificar a base exportadora através do desenvolvimento e difusão da cultura exportadora nos estados, por meio da capacitação de gestores públicos, empresários e profissionais de comércio exterior. O plano é uma ação integradora, que se realiza por meio de uma trilha de internacionalização das empresas.

Fonte: Acif

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311