1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / MINAS GERAIS

Federaminas promove bate-papo com o presidente da CACB

George Pinheiro falou a presidentes de associações comerciais mineiras sobre as medidas do governo de combate à crise da Covid-19

24 de abril de 2020 - 14:50

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas) uma reunião especial de Diretoria, com a presença de presidentes de ACEs de todo o estado, e com a participação do presidente da Unecs e da CACB, George Pinheiro, convidado a falar sobre as medidas do governo de apoio às micro e pequenas empresas face à pandemia da Covid-19.

Durante o bate-papo, Pinheiro voltou a falar das inúmeras reuniões que vem fazendo com entidades empresariais, federações e associações comerciais do Sistema CACB e com líderes do governo para discutir soluções no combate à crise do Coronavírus. “Temos conversado diariamente sobre a situação do comércio brasileiro neste momento”, disse.

Ele voltou a defender os cuidados pessoais para que todos, primeiro, sobrevivam como pessoas físicas, mas não sem olhar o lado econômico da história, que causa bastante preocupação, dado o número de empresas impactadas negativamente com as medidas de restrição social. “A maioria de nós não vai aguentar bancar todas as despesas depois de mais de 30 dias de portas fechadas. Milhares de empresas vão falir, inevitavelmente”, pontuou.

Alguns dos líderes de associações comerciais presentes na conversa relataram problemas entre empresários e bancos na tentativa de acesso às políticas de crédito tomadas pelo governo federal para amenizar a crise, problema que Pinheiro vem acentuando há mais de duas semanas.

“Os bancos, privados e públicos, não liberam os recursos para as empresas que não sejam correntistas ou que não estejam em dia com seus compromissos, negociações que são diferentes das que o governo anunciou. E este é uma das queixas que mais temos feito à equipe econômica do executivo. É uma realidade que precisa mudar e vamos trabalhar para isto”, destacou o presidente da Unecs e da CACB.

Outra crítica pontuada na conversa foi a manutenção das medidas que proíbem a reabertura do comércio, o que, para Pinheiro, deve ser revertido o mais rápido possível. “Só em São Paulo, cerca de 25 mil autônomos do setor de salões de beleza estão sem trabalhar e sem recursos. Não dá mais para segurar essa realidade”, disse. O presidente da Unecs e da CACB defende a reabertura do comércio em todo país, mantendo as orientações de higiene e de cuidados com a saúde da população.

“Este é o momento de pensarmos juntos em soluções que nos ajudem a superar o momento de crise”, disse o presidente da Federaminas, Valmir Rodrigues, que moderou o bate-papo com George Pinheiro.

Entidades associativistas

O ex-presidente da Federaminas, Emílio Parolini, presente na videoconferência, lembrou da importância de também se preocupar com a sobrevida das entidades associativas, que dependem da mensalidade dos empresários para se manterem. “Estamos perdendo receita, e isso é preocupante”, disse.

A presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresária (CNME) da CACB, Tânia Rezende, falou da representatividade das entidades. “Percebo que, apesar de estarmos sofrendo na questão financeira, o sistema das associações comerciais sairá mais valorizado e fortalecido institucionalmente”, ponderou.

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311