1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / SANTA CATARINA

Facisc lança Índice de Performance Econômica das Regiões de SC

Índice apresentará informações de janeiro de 2004 a setembro de 2018 com resultados para o período acumulado entre janeiro e setembro de 2018 em comparação a igual período de 2017

04 de fevereiro de 2019 - 10:38

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) lançará nesta segunda-feira (4) o Índice de Performance Econômica das Regiões de Santa Catarina (Iper), inédito no estado. O objetivo da construção desse índice é produzir uma estimativa trimestral da movimentação econômica nas regiões e no estado como um todo. O Iper foi criado a partir de indicadores relevantes que possuem relação direta com a movimentação econômica das regiões de SC, como movimentação bancária, consumo de energia, movimentação do comércio exterior, movimentação do emprego, e movimentação da frota de veículos. “O índice é resultado de cinco grupos de informações e 13 variáveis de dados”, esclarece o economista da Facisc, Leonardo Alonso Rodrigues.

O presidente da Facisc, Jonny Zulauf, explica que a Federação buscou ampliar a oferta de informações com a criação de um índice próprio e inédito, que visa uma contribuição mais efetiva da entidade junto às associações, empresários e a sociedade catarinense. Um dos principais motivos para a Facisc ter criado o Índice é que o principal indicador que mensura a atividade econômica, o Produto Interno Bruto (PIB) das regiões de Santa Catarina, é divulgado com uma defasagem de pelo menos dois anos. “Há uma lacuna temporal desta informação tão relevante para a economia de Santa Catarina e suas regiões. Com o Iper, estaremos contribuindo com uma ferramenta que busca estimar o movimento econômico das regiões do estado trimestralmente, e toda a sociedade catarinense ganhará com isso”, destaca o presidente.

Para a criação do índice foram adotados alguns critérios para a seleção das variáveis escolhidas, como informações que possuam relação com atividade/movimentação econômica (exemplo: emprego), informações de fontes confiáveis, informações que possuam frequência mensal e/ou trimestral de divulgação e que possuam publicação a nível municipal (para agregação regional).

Outra motivação para a construção do índice é a atenção da entidade para com a velocidade em que as coisas ocorrem na sociedade e principalmente em como medir seus impactos de uma maneira confiável, robusta e que principalmente tenha relevância local. “Vivemos na era da informação onde as decisões necessitam ser tomadas de forma rápida e efetiva. Além de ter uma abrangência regional e atualizada, com o Iper entregaremos um instrumento à sociedade catarinense para auxiliar na tomada de decisões”, destaca Zulauf. Além da divulgação por região, a Facisc ainda planeja a aplicação do índice nas microrregiões das 12 regionais da Federação. “Queremos ter ainda mais detalhes”.

Para que serve o Iper/SC?

Segundo o economista Leonardo Alonso Rodrigues, o Iper-SC auxiliará no planejamento e tomada de decisões para o setor empresarial, e para o setor público servirá como acompanhamento e monitoramento da evolução da economia local, para a mensuração dos impactos de investimentos, intempestividades e seus resultados sobre a economia local, também servirá para atender às associações empresariais (ACIs) com informações de abrangência local, e poderá ser utilizado como referência em todas as regiões de Santa Catarina.

Fonte: Facisc

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311