1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / CAINCO

Entrevista com Julio Silva: “AL-Invest é um grande menu de ferramentas de apoio a empresas”

O gerente de Desenvolvimento Institucional da Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo de Santa Cruz (Cainco) esteve no Brasil esta semana e visitou a CACB

31 de agosto de 2018 - 10:26

O gerente de Desenvolvimento Institucional da Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo de Santa Cruz (Cainco), Julio Silva, esteve no Brasil nos dias 28 e 29 de agosto para prestigiar o evento “Workshop Rota Global: resultados e boas práticas para internacionalização de empresas”, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Leia sobre o evento.

O representante da Cainco, que é a líder do consórcio do AL-Invest 5.0 na América Latina, também visitou a sede da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) e dialogou com o presidente da entidade, George Pinheiro, a superintendente, Juliana Kämpf, e o coordenador executivo, Carlos Rezende. A pauta da reunião foi a possibilidade de incluir o AL-Invest 5.0 na programação do Congresso Mundial de Câmaras (World Chambers Congress- WCC), evento que, em 2019, será promovido pela CACB no Rio de Janeiro.

Leia a entrevista concedida por Julio Silva à CACB:

Repórter: Qual é a sua avaliação sobre a atuação da CACB como executora do programa AL-Invest 5.0 no Brasil?

Julio: É muito importante ter um parceiro como a CACB porque seu alcance é enorme. O AL-Invest no Brasil possui uma grande cobertura geográfica, por se tratar de um país com dimensões continentais. Através da CACB, o programa se expande nas menores associações comerciais, que muitas vezes não têm acesso a recursos e projetos de crescimento.

Julio Silva em fala durante evento da CNI. Foto: José Paulo Lacerda

Há outros executores, através do Fundo de Apoio Financeiro a Terceiros (AFTs), que também estão distribuídos, como a Assintecal e a Facisc, que ficam na região Sul, o Sebrae-PA fica no Norte, a CNI no Centro-Oeste. Cada entidade tem um enfoque de apoio diferente, por isso, o AL-Invest é um grande menu de ferramentas de apoio a empresas. E então, os executores elegem a (ferramenta) que mais se adeque às necessidades das empresas com que trabalham.

Pensamos que a forma como o AL-Invest está sendo executado no Brasil é muito positiva, porque não se restringe a apenas uma região ou a um tipo de empresa, há uma diversidade que é importante.

Além disso, a participação da CACB nos eventos internacionais do AL-Invest, como o Academy e os Encontros Anuais, permite uma troca de experiências muito rica.

Repórter: A metodologia de núcleos setoriais já é usada há mais de vinte anos pela CACB, por meio do Empreender, programa de apoio ao fortalecimento e à competitividade das MPEs brasileiras. Qual diferencial essa metodologia traz para o AL-Invest?

Julio: Sem dúvida, os núcleos setoriais dão uma proximidade para as necessidades da empresa. Então os projetos têm um enfoque de demanda. Muitas vezes, as instituições creem que sabem do que uma empresa necessita. Já nos núcleos setoriais, são as empresas que demandam o apoio, por meio de capacitações, consultorias, feiras e rodadas de negócios.

Toda a carga de experiência trazida pelo Brasil, adquirida em mais de vinte anos, enriquece a metodologia. Além disso, profissionais da Sequa (entidade alemã) se uniram à CACB para aprimorá-la. Ou seja, é algo que está se revolucionando, que está se transformando, tal como as empresas que são beneficiadas por essa metodologia.

Repórter: A CACB e a Cainco estudam a possibilidade de incluir um painel do AL-Invest 5.0 no Congresso Mundial de Câmaras (World Chambers Congress- WCC). O que essa oportunidade representa para o AL-Invest? É uma maneira de preservar a cultura do associativismo, repassando-a para as entidades participantes do Congresso?

Julio: Estamos estudando qual seria a melhor forma de transmitir as experiências dos projetos do AL-Invest a outras instituições empresariais, seja com ferramentas específicas ou com ações e acordos público-privados, como já ocorreu em outros países. O WCC é uma oportunidade muito importante para o programa AL-Invest mostrar seus resultados e para que as entidades façam contato entre si, pensando que os desafios atuais não podem ser resolvidos individualmente, mas sim com o compartilhamento de experiências e trabalho em equipe. Pensamos que é importante unir esforços para gerar sinergia e criar novas ferramentas, novas mensagens e novas alianças.

Fonte: Empreender

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311