1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / ACSP

CACB participa de encontro com senador Pedro Chaves

Senador falou sobre sua atuação no Senado, destacando, entre outras relatorias, assuntos como o Código Comercial e a reforma do Ensino Médio

24 de janeiro de 2019 - 17:04

O presidente da CACB, George Pinheiro, esteve na sede da Associação Comercial de São Paulo nesta quarta-feira (23) para uma palestra com o Senador Pedro Chaves (PRB/MS), relator do Projeto de Lei do Senado nº 487/2013, que recria o Código Comercial. O parlamentar defendeu o texto e disse que o projeto é uma demanda da sociedade. “Apesar de existirem opiniões divergentes a esse respeito, de forma geral, a proposta é amplamente favorável ao ambiente de negócios brasileiro, por visar ao aperfeiçoamento da missão empresarial, aumentando a segurança jurídica e previsibilidade das decisões judiciais”.

O novo Código Comercial compila milhares de artigos ― grande parte deles já existentes em leis dispersas ― para regulamentar a relação privada entre empresas. De acordo com Chaves, o objetivo é facilitar o entendimento da legislação empresarial, simplificar normas e aproximar o ambiente de negócios brasileiro ao padrão internacional.

O congressista explicou que uma das intenções do código é regulamentar as relações entre pessoas jurídicas de natureza privada, tirando-as do Código Civil ― que seria focado na relação entre pessoas ― e do Código de Defesa do Consumidor (relação entre consumidores e fornecedores de bens e serviços). “O Código Comercial também vai combater a concorrência desleal, que é definida como o uso de meios ilegais, fraudulentos ou repudiados pelo mercado contra o concorrente, prevendo o pagamento de indenizações e sanções penais e administrativas”, disse.

No encontro promovido na sede da ACSP, no centro da capital paulista, entidades debateram a apresentaram sugestões para o novo Código Comercial. Além da própria Associação Comercial, Febraban, CACB e Fecomercio defendem a iniciativa, embora todas acreditem que o texto possa ser aprimorado antes de ir à votação no plenário do Senado.

Já um dos especialistas que se opuseram à criação de um novo Código Comercial foi o chefe do Departamento de Direito Comercial da Universidade de São Paulo (USP), Erasmo Valladão. “A ideia de um Código Comercial em pleno século 21 não faz o menor sentido”, afirmou. No entendimento dele, o novo código criará diversos conflitos com legislações já existentes, tendo, na prática, efeito contrário ao pretendido: em vez de dar maior segurança jurídica às relações comercial, criará insegurança.

Para o presidente interino da ACSP, Alfredo Cotait, “as entidades devem se unir para buscar uma maneira clara de aprimorar o projeto”.

Fonte: ACSP

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311