Imprensa
CNME

CACB participa de audiência pública para criação do Dia Nacional da Mulher Empresária

Empresárias da diretoria executiva do CNME falaram sobre a importância do protagonismo feminino no meio empresarial

21 de junho de 2016 às 20:04

Diretoria do CNME participou da audiência pública na CDEICS - Foto Victor Diniz/Câmara dos Deputados.

Diretoria do CNME participou da audiência pública na CDEICS – Foto Victor Diniz/Câmara dos Deputados.

A participação feminina na atividade empreendedora é crescente no Brasil. As 7,3 milhões de brasileiras que lideram negócios próprios, segundo estatísticas do Sebrae, condiz com a instituição de um dia nacional de reflexão e de valorização da mulher empreendedora. A iniciativa pela criação do “Dia Nacional da Mulher Empresária” foi apoiada pela diretoria executiva do Conselho Nacional da Mulher Empresária (CNME/CACB) e por três deputadas, que participaram da audiência pública promovida pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS), nesta terça-feira (21).

A deputada Conceição Sampaio (PP/AM), parlamentar que conduziu os trabalhos da audiência pública, explica que propor e aprovar um Projeto de Lei que institua essa data nacionalmente tende a colaborar no processo de empoderamento feminino na sociedade brasileira. “Instituir o Dia Nacional da Mulher Empresária vai fortalecer, reforçar políticas públicas e ações de empoderamento das mulheres no setor empreendedor”, destacou a parlamentar.

Para Neiva Kieling, presidente do CNME/CACB, a iniciativa de criação de um dia comemorativo é bem-vinda. “Vai ajudar a fortalecer micro e pequenas empresas lideradas por mulheres. Permitirá a criação de políticas públicas que as tornem mais qualificadas, inseridas e competitivas”, afirmou.

Presidente do CNME defende criação de políticas públicas para aumentar o engajamento feminino no meio empresarial

Presidente do CNME, Neiva Kieling defende criação de políticas públicas para aumentar o engajamento feminino no meio empresarial – Foto: Victor Diniz/Câmara dos Deputados

“Durante muito tempo, nos foi proibido restringido, como mulheres, a participação na vida pública da sociedade. A nós, mulheres, era destinado exclusivamente o mundo privado, da família. Então hoje estamos aos poucos conseguindo avançar na conquista de novos espaços. Por que a importância de se criar o dia da Mulher Empresária? Para que mais um dia da mulher? As pesquisas mostram que, com as políticas públicas existentes, a mulher, para consolidar uma igualdade com o homem levaria, no mínimo, mais 100 anos. Nós ainda temos muitas diferenças, principalmente, as [mulheres] de baixa de renda, de um nível educacional menor”, defende a  empresária Rosemma Maluf, Vice-Presidente da Associação Comercial da Bahia (ACB) e vice-presidente do CNME Nordeste.

Fádua Sleimam, vice-presidente do CNME Sudeste, lembrou que o momento econômico vivido pelo Brasil fez aumentar o número de mulheres que se encontram em atividades empreendedoras por questão de necessidade. “Até por uma questão de políticas públicas. Em algumas cidades, reduziram-se o número de creches. O que aconteceu? A mulher que antes estava no mercado, recebia o seu salário, pagava uma babá ou alguém para cuidar, ela teve que largar o mercado de trabalho e voltar para casa. Isso é um retrocesso para a mulher.”

A crescente participação das mulheres na economia, por meio de atividades empreendedoras, é importante para a ocupação de espaços de poder pelas mulheres, lembrou outra parlamentar requerente do evento, a deputada Carmen Zanotto (PPS/SC). Ela ponderou, no entanto, que apesar do grande número de microempresárias, é pequeno o número de mulheres em postos de comando nas grandes empresas.

Carmen Zanotto, bem como a deputada Christiane Yared (PR/PR), lembraram que o protagonismo na economia e nas entidades de classe pode levar à ampliação da participação feminina em cargos políticos. Hoje essa participação, de cerca de 10% nas casas legislativas do país, está muito aquém da participação feminina no total da população, lembrou Carmen.

0web-Janelise Royer secretária executiva do CNME - Victor Diniz

Janelise Royer afirma que em SC já se comemora o Dia da Mulher Empresária – Foto: Victor Diniz/Câmara dos Deputados

Janelise Royer dos Santos, presidente do Conselho Estadual da Mulher Empresária da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (CEME/Facisc), disse que seu Estado comemora o dia da mulher empresária em 17 de agosto desde 2005, data em que centenas de empresárias se reúnem para contar histórias de seu cotidiano e trocar experiências. De acordo com a líder empresarial, Santa Catarina tem 281 microempresárias, mais de 30% dos empreendedores catarinenses.

Com informações da Agência Câmara Notícias.

Últimas Notícias

Estado do Goiás recebe primeira etapa do programa O Poder da Rede Estado do Goiás recebe primeira etapa do programa O Poder da Rede
Poder da Rede 16 de julho de 2024 às 15:21

Estado do Goiás recebe primeira etapa do programa O Poder da Rede

Brasil quer alcançar US$ 1 trilhão no comércio exterior Brasil quer alcançar US$ 1 trilhão no comércio exterior
Entrevista 16 de julho de 2024 às 12:32

Brasil quer alcançar US$ 1 trilhão no comércio exterior

Lira anuncia que a regulamentação do segundo projeto da reforma tributária será votada em agosto Lira anuncia que a regulamentação do segundo projeto da reforma tributária será votada em agosto
Economia 16 de julho de 2024 às 12:26

Lira anuncia que a regulamentação do segundo projeto da reforma tributária será votada em agosto

Dólar sobe após atentado a Donald Trump Dólar sobe após atentado a Donald Trump
Economia 15 de julho de 2024 às 16:53

Dólar sobe após atentado a Donald Trump

Haddad diz que desoneração da folha usada por 10 anos não funcionou Haddad diz que desoneração da folha usada por 10 anos não funcionou
Política 12 de julho de 2024 às 16:31

Haddad diz que desoneração da folha usada por 10 anos não funcionou

Facisc aciona senadores catarinenses para que empresas não sejam prejudicadas com Reforma Tributária Facisc aciona senadores catarinenses para que empresas não sejam prejudicadas com Reforma Tributária
Economia 12 de julho de 2024 às 14:33

Facisc aciona senadores catarinenses para que empresas não sejam prejudicadas com Reforma Tributária

Serviços

Ver todos

Soluções dedicadas ao empresário brasileiro

Conheça nossos serviços para a sua empresa.

Conhecimento e informação nos conecta

Compartilhamos conteúdo do seu interesse

  •  

Eventos

Ver todos

Agenda dos Eventos Empresarias

Participe dos eventos organizados por entidades que apoiam os empresários do Brasil.

Busca

Fechar

Categorias de Serviços

Fechar

Categorias de Vídeos

Fechar

Entidades

Fechar
Logomarca Hotpixel