1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / ACA

ACE do Amazonas homenageia funcionária mais antiga em atividade

Amabeni Gonçalves de Queiroz completou 45 anos desenvolvendo funções na Entidade, que reconheceu a marca valorizando a profissional

21 de agosto de 2020 - 10:08

A Associação Comercial do Amazonas fez uma surpresa comemorativa para quem, por mais tempo, vem se dedicando às atividades administrativas da ACA. A funcionária conhecida por estar nas reuniões de diretoria e demais encontros da entidade, sempre à margem, acompanhando e anotando tudo, foi o centro das atenções e das homenagens na noite da última quarta-feira (20) ocupando, inclusive, lugar de destaque na mesa, com muitos diretores e associados.

Sem desconfiar, ela chegou ao auditório e foi direto para o lugar cativo de onde anota todas as discussões. O presidente Jorge Lima abriu a reunião como faz normalmente, mas apenas fez a aprovação da última ata e cedeu o espaço para o real motivo do encontro. Era o momento programado internamente para a funcionária mais antiga e ainda em atividade na Casa.

Amabeni Gonçalves de Queiroz tem 72 anos de vida e, destes, 45 são dedicados à ACA. Ela ingressou no quadro de funcionários em 18 de agosto de 1975, no setor administrativo, a princípio ocupando o cargo de secretária da recepção. É considerada um acervo vivo e guarda, na memória, regras do regimento interno, determinações do estatuto, fatos importantes de diversas gestões e a postura da entidade diante de muitos momentos marcantes. Não por acaso, Amabeni é quem a cada reunião da ACA, faz as anotações e elabora a ata do referido encontro. É a funcionária que faz questão de contribuir. Sempre que julga necessário, pede a palavra para trazer informações acumuladas ao longo desses 45 anos de atividades.

Para marcar a marca tão emblemática, o presidente da ACA, Jorge Lima, e a diretoria preparam muitas surpresas. Das mãos de Jorge, ela recebeu um certificado em que a Associação Comercial do Amazonas reconhece os relevantes serviços prestados por ela. Sarah Lima, que tem contribuído nas mudanças nesta nova gestão, foi uma das organizadoras da homenagem e entregou o presente. A diretoria decidiu dar à funcionária um smartphone, tipo de aparelho celular que ela ainda não tinha e que foi tão necessário nesse momento de pandemia. A ideia é cada vez mais, integrá-la ao mundo digital para que a mesma siga contribuindo com o desenvolvimento da entidade. Amabeni ganhou, ainda, outros presentes, como um livro, recebeu flores e muitos depoimentos exaltando a forma de trabalho, a pessoa que é e, principalmente, a importância dela para a ACA, que também providenciou um bolo para os parabéns e um pequeno coquetel que foi servido aos presentes.

Na oportunidade, o 1º vice–presidente, Paulo Couto, destacou que vê na senhora Amabeni o arquivo vivo da entidade e que, nesta gestão, a meta é torná-la Chanceler da ACA. “Ela cuidará de toda a correspondência protocolar da entidade, cronograma de reuniões, composição dos inúmeros conselhos nos quais a ACA tem representação, enfim, toda a interação formal da ACA com os poderes públicos constituídos”. O presidente da Assembleia Geral, Ataliba David Antônio Filho, fez questão de dizer que nem férias a funcionária gostava de tirar: “Uma pessoa extremamente dedicada que realmente queria trabalhar os 12 meses do ano, pra você ver a dedicação que ela tem, além de ser uma pessoa interessada. Se tinha alguma coisa para fazer, que tivesse marcado a Associação, ela ia buscar nos anais, e tudo de cabeça”, enfatizou.

Já o presidente da ACA justificou a merecida homenagem: “É uma honra pra gente fazer essa homenagem à dona Amabeni, que se dedicou quase a vida toda aqui na ACA, ela praticamente mora aqui e só vai pra casa dormir. É uma justa homenagem”, contou Lima, destacando ainda o motivo da entidade ter escolhido dar um celular de presente: “Ela não usava celular e agora vai entrar na era digital. Desejo que esteja com a gente por mais tempo”.

Tudo foi acompanhado pelo único filho de Amabeni, Leon Gonçalves, que foi convidado para estar no encontro: “Eu enxergo essa homenagem à minha mãe como uma forma de honra. Desde pequeno eu a vi trabalhando aqui e dessa empresa veio o sustento para nossa casa, para a nossa família e minha mãe sempre dedicada, sempre se esforçando pela ACA, sempre se esforçando pelos funcionários, para que a ACA viesse a funcionar da melhor forma possível. A própria Bíblia diz: ‘dá honra a quem tem honra’”, disse após as comemorações.

Encantada com o momento, Amabeni disse em discurso que trabalhar na ACA é sempre estar em um ambiente familiar: “A Associação é uma grata surpresa na minha vida. Vocês têm a idade dos meus irmãos, quando eu olho pra vocês eu penso nas minhas irmãs que estão longe, nos meus sobrinhos e netos. A ACA para mim é um aprendizado”, explicou a mato-grossense, que saiu daquele estado com pouco mais de 1 ano e firmou vida em Manaus. “Vocês deixaram de fazer uma reunião de diretoria pra fazer isso, para valorizar o meu trabalho. Esse carinho de vocês é muito gratificante. E eu quero pedir a Deus que o espírito de hoje, de união, de alegria fique na ACA, quero pedir para que a entidade conquiste os objetivos dela. Eu tenho uma sensação de que a minha família está toda aqui”.

Diante deste fato tão raro, um funcionário completar 45 anos num mesmo ambiente de trabalho, em uma mesma instituição ou empresa, Amabeni também foi questionada sobre qual o segredo para isso e com humor e em meio a risos respondeu. “Não sei. Eu nunca pensei chegar em 45 anos, eu levei um susto no começo do ano. Aí agradeci a Deus. Aqui, realmente, foi onde eu conheci Amazônia. Foi na ACA, porque aqui nesse espaço ficava a biblioteca, eu lia muito aqui, eu conheci cantores, pintores e conversava também com os funcionários antigos. O que eu sei da ACA eu aprendi também com os funcionários antigos”, relembrou, enfatizando o Seu João que, segundo ela, se aposentou duas vezes pela Aca, chegando a ficar na Entidade por 60 anos e concluiu com um conselho: “Hoje eu vejo a juventude com mais oportunidade e o jovem tem que ler mais, tem que se informar mais, tem que acreditar nele mesmo. Quem procurar o seu canal, seu foco e acreditar nele, vai conseguir”.

A ACA mais uma vez reforça os parabéns aos relevantes serviços prestados por essa funcionária: Amabeni Gonçalvez de Queiroz.

Fonte: Assessoria de Imprensa da ACA

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311