1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / 11WCC / COMPLIANCE

Mudando as regras do jogo empresarial

O ex-presidente da Petrobras e CEO da empresa BRF, Pedro Parente, falará no 11WCC sobre os custos econômicos e sociais impostos pela corrupção em todo o mundo, e como ela se torna um empecilho para ideias inovadoras do mercado

07 de maio de 2019 - 11:25

Foto: Divulgação

Corrupção é, infelizmente, uma palavra que o brasileiro conhece bem. Entretanto, o fenômeno que prejudica o desenvolvimento social tem encontrado, principalmente dentro das empresas, um adversário à altura: a cultura do compliance.

Tendência que tem se tornado cada dia mais comum no ambiente corporativo, a novidade busca estimular a adoção de regras e garantir que relações éticas e transparentes se desenvolvam dentro de empresas e entre empresas. Parece óbvio que deveria ser assim, mas também é senso comum que o famoso “jeitinho” brasileiro não é afeito às normas.

O termo, que vem do inglês “to comply” (cumprir), define a postura de uma empresa que está em conformidade com um tipo de regulamento, seja ele interno- alinhado ao próprio código de conduta- ou externo- uma espécie de “fair-play” (expressão usada no meio esportivo para designar uma jogada leal e sem trapaças) com seus concorrentes, baseado em boas práticas universais do mercado.

Um conceito que chama a atenção de um negócio para o cumprimento de suas próprias regras ou para as regras do mercado em que atua pode parecer redundante. No entanto, o compliance se faz um movimento necessário num mercado cada vez mais competitivo e automatizado. Mesmo com a dinâmica proposta pela Indústria 4.0, que envolve o uso integrado de tecnologias, automação de processos e uso da robótica, algumas capacidades humanas se mostram insubstituíveis, como, por exemplo, a aptidão para seguir conjuntos de valores e acordos e de discernir o certo do errado.

O combate à corrupção por meio da adoção de políticas de compliance será um dos pontos de debate entre mais de mil empresários de cerca de 100 países que se reunirão no Rio de Janeiro, entre os dias 12 e 14 de junho, durante o maior congresso de câmaras de comércio do mundo – o  11th World Chambers Congress, promovido pela International Chamber of Commerce (ICC) – presente em mais de cem países, onde representa 45 milhões de empresas que, juntas, empregam mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo – , com co-organização da Confederação das Associações Comerciais e Empresarias do Brasil (CACB), entidade que defende os interesses do setor de comércio e serviço nacional.

A polêmica da Petrobras  

O ex-presidente da Petrobras e CEO da empresa BRF, Pedro Parente, é um dos palestrantes. No painel “Construindo mercados justos e transparentes para todos”, Parente irá abordar os custos econômicos e sociais impostos pela corrupção em todo o mundo, e como ela se torna um empecilho para ideias inovadoras do mercado. Em um contexto em que 68% dos países identificaram a corrupção como um “problema sério”, a palestra promove a reflexão: Qual o papel das empresas e das câmaras na promoção de mercados justos e transparentes? Quais são os principais passos que governos e instituições devem tomar para tornar isso possível?

Parente foi responsável pela implementação de políticas de compliance na maior estatal brasileira durante a sua gestão e é uma referência no assunto. “Uma maneira de lidar com a possibilidade de fraudes e corrupção dentro da empresa é um canal de denúncias independente”, ilustra.

Também já estão confirmados no 11WCC os nomes de Hamad Buamim, presidente e CEO da Dubai Chamber of Commerce and Industry; John W.H. Denton AO, secretário-geral da International Chamber of Commerce; María Fernanda Garza Merodio, presidente e CEO da empresa mexicana Orestia S.A; Yassin Al Suroor, presidente e CEO do A’Amal Group da Arábia Saudita; e Timothy Murphy, do Conselho Global da Mastercard, entre outras autoridades e lideranças internacionais. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, é um dos convidados para o evento, que pretende compartilhar as melhores práticas, trocar ideias e inspirar novos pensamentos “sobre as questões mais prementes que afetam o mundo dos negócios hoje, como a aliança das potências para o crescimento global e multilateral dos negócios e dos países”, resume o presidente da entidade brasileira co-organizadora, George Pinheiro.

Sobre o Congresso Mundial das Câmaras de Comércio

Realizado pela primeira vez na América do Sul, o #11WCC promove, ainda, a Competição Mundial de Câmaras de Comércio, único programa de prêmios que reconhece projetos inovadores realizados por entidades de todo o mundo. Saiba mais em www.worldchamberscongress.org.

SERVIÇO

O QUÊ: 11th World Chambers Congress

QUANDO: 12, 13 e 14 de junho de 2019

ONDE: Rio de Janeiro, RJ, Brasil

QUEM: 1000 participantes de 100 países

COMO: Maior Congresso Mundial das Câmaras de Comércio realizado pela primeira vez na América do Sul

POR QUE: Para discutir o tema “Criando um futuro compartilhado”

Atendimento à imprensa no Brasil

Katiuscia Sotomayor – (61) 9-9276-4477

Erick Arruda – (61) 9-8151-3666 / (61) 3321-1311

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311