CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / Tá Na Mesa

Federasul aposta na diversidade para as empresas melhorarem seus resultados

Em sintonia com seus propósitos, a entidade convidou, para falar no Tá na Mesa, especialistas em inclusão no universo corporativo

18 de março de 2021 - 10:29

Rafael Souto mediou o debate com Pedro Lins (Fundação Dom Cabral) e Lídia Abdala (Grupo Sabin)
Foto: Reprodução/Federasul

No mundo corporativo, que representa o universo dos associados da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande Sul (Federasul), a diversidade ganha força e conteúdo na atual gestão. Força pela integração que ela promove, e conteúdo porque um ambiente com várias ideias, aspectos culturais, etnias, gênero em todas as suas dimensões, compõe um meio de negócios mais rico e com melhores resultados. Pensando nesta equação, o Tá na Mesa desta quarta (17) tratou sobre o tema “Diversidade: contribuindo para o resultado das empresas”.

Dois especialistas em diversidade – a presidente executiva do Grupo Sabin, Lídia Abdala, e o professor associado da Fundação Dom Cabral e integrante do CEO Legacy-Impacto, Pedro Lins – mostraram o novo mundo do trabalho com o valor da adoção da diferença nas organizações. Mediado pelo vice-presidente de Pessoal da Federasul, Rafael Souto, o Tá na Mesa debateu os impactos sociais das trocas no universo corporativo revelando que vem ganhando protagonismo.

Esta decisão empresarial está transformando, também, os resultados econômicos das empresas, lembra Rafael Souto. “Precisamos olhar para este tema e dedicar energia para tornar os nossos ambientes de trabalho mais diversos”, disse.

Pedro Lins lembrou que a diversidade embute a inovação e a criatividade que são “o diferencial do negócio”. Contou que a Fundação Dom Cabral está incentivando os executivos das empresas com o lançamento, no Linkedin, do  programa de CEOs pela diversidade e inclusão. Baseado em quatro pilares – gênero, raça, LGBTI+, pessoas com deficiência e refugiados e egressos do sistema prisional. “Diversificar a empresa deve ser um propósito, não lei”, lembrou.

Já a executiva Lídia Abdala, que dirige o Grupo Sabin, dono de excelentes indicadores de inclusão do País, lembrou que diversidade é sinônimo de melhores resultados. “Nossa empresa cresceu lastreada em cinco pilares: gênero, raça, orientação sexual, pessoa deficiente e gerações”. Enfatizou ainda que a diversidade fortaleceu o grupo mas “precisa ser um compromisso da alta liderança”, destacou.

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311