CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / GESTÃO

CACB realiza última reunião do Conselho Deliberativo em 2021

Resultados do projeto Prato Cheio, parceria com o Ministério da Economia no Índice de Concorrência dos Municípios e fim da gestão de George Pinheiro marcaram a reunião

14 de dezembro de 2021 - 16:20

A CACB realizou nesta terça-feira (14) a última Reunião do Conselho Deliberativo deste ano. Na ocasião, o chefe da Assessoria de Ambiente de Negócios do Ministério da Economia, Willian Perim Marchesi, convidou as associações comerciais de todo o país a participarem do projeto Índice de Concorrência dos Munícipios.

Segundo ele, a iniciativa tem o objetivo de melhorar o ambiente de negócios em todas as cidades brasileiras, de acordo com a realidade de cada uma delas, diferentemente de como costuma ser feito: apenas cidades como Rio de Janeiro e São Paulo são estudadas e os resultados aplicadas de norte a sul do país.

“O projeto vai funcionar como uma ferramenta contínua e estruturada do ambiente de negócio das nossas cidades, para que elas possa se utilizar dessa ferramenta para identificar aquilo em que elas podem evoluir”, explicou Willian.

O índice será dividido em três eixos. O primeiro vai avaliar a acessibilidade do mercado local; o segundo, o nível de concorrência dentro das cidades; e o terceiro, questões relativas a tributação – principalmente ISS e IPTU – e às fiscalizações e sanções do ordenamento municipal, visando o fim da subjetividade de algumas multas aplicadas.

A metodologia também será divida, mas em duas etapas: na primeira, o município responde o formulário que compõe os eixos; na segunda, o setor produtivo – representados por entidades como as associações comerciais e o Sebrae, por exemplo – poderá acessar as respostas e indicar se elas condizem ou não com a realidade.

“Sabemos que às vezes o poder público tem a ideia de que uma medida está implementada, quando na verdade não está. Por isso é tão importante a participação do setor produtivo nesta segunda etapa, para nos dizer o que incomoda as empresas e, consequentemente, para indicarmos essas mudanças ao município. Portanto, inscrevam-se em nosso site, e participem”, convidou Willian.

A primeira fase do projeto, que abrange 61 municípios de todos os estados, está com inscrições abertas para as instituições revisoras até o dia 22 de dezembro. Para inscrever sua entidade, clique aqui e preencha o formulário no site do Ministério da Economia.

Para saber mais sobre o Índice de Concorrência dos Municípios, clique aqui e baixe o PDF com todos os detalhes.

Projeto Municípios Prato Cheio

Ainda na reunião, o assessor especial da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Augusto Braun, apresentou os resultados do Projeto Municípios Prato Cheio, realizado pela CNM em parceria com a CACB, o Sebrae, a Fundação Banco do Brasil, a Conamp, a Atricon, a Fundação Hermann Hering e a ABCR.

O objetivo do projeto foi fazer a doação de cestas básicas para famílias carentes de municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano, em meio à crise causada pela Covid-19. Os alimentos tinham de ser comprados no mesmo município em que seriam doados, para fazer girar a economia local.

As três fases do projetos atenderam a 382 municípios com IDH muito baixo, baixo e médio, em 19 estados. Com a ajuda de 28 entidades do Sistema CACB, entre federações e associações comerciais, mais de 194 mil famílias receberam uma cesta básica.

“Deixo aqui meu agradecimento ao apoio, ao esforço e à dedicação das associações comerciais e ao papel articulador do presidente George para envolver o movimento empresarial neste projeto. A gente não teria alcançado esses resultados sem vocês. Conseguimos chegar em pontos muito distantes e quase inacessíveis do nosso país. Saibam que vocês fizeram a diferença na vida do cidadão que está lá na ponta, nos municípios mais carentes do nosso país”, agradeceu Braun.

Gestão

A reunião desta terça-feira também foi a última da atual gestão da CACB, já que, após seis anos de mandato, George Pinheiro deixa a Presidência da entidade no fim deste ano. “Fico muito honrado por ter compartilhado cada um dos momentos que vivi aqui ou em qualquer meio empresarial ou político por onde passei nestes seis anos. Saio com a sensação de dever cumprido e com muita gratidão por toda a equipe que faz a CACB acontecer”, declarou.

O diretor Financeiro da CACB, Jonas Alves, também falou sobre o fim do mandato. “Dentro das minhas veias corre sangue associativista e, logicamente, vou continuar trabalhando dentro do sistema, lutando por um ambiente de negócios cada vez melhor para o desenvolvimento econômico do nosso país”, disse.

Já o vice-presidente da Micro e Pequena Empresa da CACB, Luiz Carlos Furtado, destacou a parceria da entidade com o Sebrae, os projetos que as instituições desenvolvem juntas, e os convênios internacionais assumidos pela Confederação ao longo da gestão. “Quero dizer que estou muito feliz de concluir essa jornada ao lado de vocês. Continuarei torcendo pelo Brasil e pelas nossas associações comerciais, pois em cada uma delas existe um grupo de empresários voluntários que se doam pelas causas empresariais, e que não vão se cansar tão cedo”, afirmou.

A partir de janeiro, o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de São Paulo (Facesp), Alfredo Cotait Neto, assume a Presidência da CACB para a gestão 2022-2024.

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311