1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / FACESP

Associações Comerciais e Secretaria da Educação de SP ajudarão estudantes do ensino médio a conseguir estágio

Parceria entre Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e Secretaria Estadual da Educação irá facilitar a entrada dos estudantes no mercado de trabalho. CACB pretende levar a ideia a outros estados do País

02 de abril de 2018 - 22:41

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e a Secretaria Estadual da Educação lançaram nesta segunda-feira (02) o projeto Escola do Trabalho, que abrirá as portas do mercado de trabalho para jovens que cursam o último ano do Ensino Médio. A assinatura do protocolo de intenções foi realizada na sede da secretaria.

Para Alencar Burti, presidente da Facesp e da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), um dos maiores problemas do Brasil está na educação. “Estou muito feliz com essa iniciativa. Saber que estamos não só pensando no futuro desses jovens como também criando recursos para o desenvolvimento deles me deixa muito satisfeito. Nosso objetivo é encaminhá-los para que sejam independentes. E só podemos fazer isso aprimorando a educação e o conhecimento. Todos os envolvidos nesse projeto estão de parabéns. Faremos de tudo para que seja um sucesso”.

O vice-presidente da Facesp Marco Bertaiolli detalhou o projeto ao secretário José Renato Nalini, baseado em parceria entre as Associações Comerciais (ACs) paulistas e as escolas estaduais para que os alunos tenham acesso às vagas de estágio e de aprendiz estabelecimento comerciais associados às ACs dos municípios.

“Educação continuada, permanente e o trabalho honrado e digno são as duas chaves que podem transformar o futuro de qualquer pessoa”. Foi assim que o secretário da Educação do Estado de São Paulo começou o seu discurso. “É muito importante que a Associação Comercial, com o seu prestígio e a sua história, tenham iniciativas como essa, que olha para a escola pública. Hoje nós temos, sim, condições de dizer que o Brasil tem um futuro mais promissor e que nós temos esperanças de mudar o mundo se fizermos mais ações como essa”, disse Nalini.

Afonso Lamounier de Moura, presidente do Instituto Talentos, afirmou que 64% dos estudantes que fazem estágio são efetivados. Para ele, esse é o ponto de partida. “Muitos jovens do Ensino Médio ainda não têm perspectiva do que fazer, nem todos sabem isso aos 17 anos de idade. E, para que façam a melhor escolha da profissão, o ideal é que esse jovem esteja atuando no mercado e adquirindo competências fundamentais para que possa escolher a área de atuação de maior interesse”. Segundo Lamounier, o programa Escola do Trabalho poderá atender cerca de dois mil estudantes imediatamente.

A CACB apoia a iniciativa e pretende levar o projeto a outros estados brasileiros. “Vamos sugerir às federações do nosso sistema e às secretarias de educação de outros municípios que sigam o exemplo da Facesp e trabalhem pela profissionalização de jovens de toso o País”, disse George Pinheiro, presidente da CACB, que participou do encontro desta segunda-feira.

Comerciantes-professores

O programa Escola do Trabalho vai funcionar da seguinte forma: os alunos do último ano do ensino médio deverão procurar a Associação Comercial da sua cidade e fazer um cadastro, que ficará no banco de dados. A AC prospectará as oportunidades junto a comerciantes da região e cruzará os dados dos estudantes com os perfis das vagas, para fazer a intermediação até a contratação, que será validada pelo Instituto Talentos, órgão fomentador dos programas de estágio da Facesp.

Para Bertaiolli, essa porta de entrada para os jovens é, muitas vezes, o que falta para que eles iniciem uma carreira. “Queremos transformar o ensino médio em ensino profissionalizante para que os estudantes possam ingressar no mercado de trabalho como jovens aprendizes ou estagiários. Além de conseguirem inserção no mercado, esses jovens serão remunerados no final de cada mês de trabalho, podendo, assim, ajudar suas famílias e ganhar seu próprio dinheiro. Queremos formar cidadãos e os comerciantes contratantes desses jovens serão verdadeiros professores da Escola do Trabalho”, definiu o vice-presidente da Facesp durante a cerimônia.

A Secretaria Estadual da Educação divulgará o projeto nas escolas e a Facesp divulgará para suas 420 Associações Comerciais espalhadas pelo Estado. A parceria com a Facesp segue as exigências do Novo Ensino Médio, que tem como objetivo oferecer ao aluno capacitação profissional e preparação ao primeiro emprego.

Texto e fotos: ACSP

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311