CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / REPRESENTATIVIDADE

Projeto Transformar estimula ACEs a participarem ativamente das eleições 2020

Com foco no desenvolvimento local, o projeto, em parceria com Sebrae, tem aproximado o setor produtivo do setor público em diversos municípios brasileiros

11 de novembro de 2020 - 10:05

Foto: Rodolfo Buhrer/FotoArena/Estadão Conteúdo

No próximo domingo (15), milhões de brasileiros vão às urnas para eleger os representantes às prefeituras e câmaras legislativas de seus municípios para os próximos quatro anos. Em meio à pandemia e a crise econômica enfrentada pelo Brasil, a CACB, por meio do projeto Transformar, estimulou o engajamento dos líderes de associações comerciais nas campanhas realizadas nas últimas semanas.

Em diversas cidades, os candidatos foram convidados a participar de debates e rodas de conversas dentro das associações comerciais. Em outras, as entidades preferiram encaminhar documentos com suas reivindicações e anseios. Seja como for, a aproximação entre o setor produtivo e o poder público tem sido fortalecida neste processo eleitoral.

Para o presidente da Federação das Associações Empresariais do Maranhão (Faem), Hélio Araújo, os líderes empresariais precisam e devem participar ativamente do processo eleitoral, e neste ano a participação precisa ser mais forte. “Devemos mostrar aos candidatos que as ações propostas são no intuito de melhorar a nossa relação com o poder público e de cobrar uma gestão comprometida com o desenvolvimento sustentável”, diz.

George Pinheiro, presidente da CACB, afirma que a aproximação entre poder público e setor produtivo tem facilitado a aprovação de pleitos dos empreendedores a nível nacional. “A Confederação, também através da Unecs, está cada vez mais próxima dos representantes do Legislativo nacional e de representantes do governo federal. A participação efetiva de empresários em debates como as reformas tributária e da Previdência, por exemplo, tiveram importante peso no texto final”, diz.

De acordo com o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), Valmir Rodrigues, as ACEs mineiras, este ano, se despertaram com um novo olhar para as questões relacionadas ao pleito eleitoral. “Muitas entidades se firmaram como protagonistas do processo, lançando, direta ou indiretamente, candidatos a cargos públicos eletivos”, conta.

Mais de 50% das ACEs participantes do projeto Transformar, continua o presidente, promoveram debates ou entrevistas ou firmaram uma carta compromisso com os candidatos. “Tiveram a oportunidade de apresentar os anseios da classe empresarial e ações que julgam fundamentais”, completa.

Para o gerente da unidade de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, Paulo Miotta, em um cenário onde 98% das empresas brasileiras são de pequenos negócios, participar do processo eleitoral, colocando a pauta do empreendedorismo e do desenvolvimento local na agenda, tem um poder muito grande. “O trabalho da CACB, estimulando essa aproximação, tem sido fundamental neste momento”, destaca.

“Boas parcerias poderão ser formadas, norteando as decisões quanto ao caminho para o desenvolvimento e, o mais importante, trazendo resultados reais aos municípios e regiões. Esse relacionamento mais estreito contribui para que os gestores públicos e privados dialoguem, facilitando a elaboração e a execução dos objetivos”, aponta Arthur Avellar, presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Espírito Santo (Faciapes), ao salientar o objetivo de chamar atenção dos futuros gestores para o trabalho realizados pelas ACEs.

Guia do Candidato Empreendedor

Como estímulo aos candidatos às prefeituras e câmaras de vereadores do país para incluírem ações de fomento ao empreendedorismo em suas agendas, nas eleições deste ano, o Sebrae lançou o Guia do Candidato Empreendedor, publicação desenvolvida desde 2008, e que contém propostas de ações a serem incluídas nas campanhas e nos planos de governo, com o intuito de promover o desenvolvimento local sustentável baseado na valorização dos pequenos negócios.

A publicação traz dez dicas e cem ações que objetivam a geração de emprego, renda, arrecadação, qualidade de vida e prosperidade nos municípios brasileiros, com foco nos micro e pequenos empreendedores. “O documento apresenta soluções e metodologias para os novos gestores, para que depois de eleitos estejam presentes no diálogo com os Sebraes estaduais avaliando a possibilidade de implantação das políticas”, diz Miotta.

As ações presentes no documento são necessárias para a ampliação do mercado empreendedor no Espírito Santo, segundo Avellar. “A prioridade é o desenvolvimento econômico na gestão dos municípios. Vai ser preciso identificar vocações e oportunidades de negócios em cada região, estimular a formalização e oferecer capacitações”, pontua.

“Não existe sucesso empresarial sem um poder público forte e atuante”, é o que acredita o presidente da Faem, ao dizer que o guia vai ao encontro das necessidades da região. “Somente com desenvolvimento sustentável baseado em qualidade de vida, prosperidade e geração de emprego e renda poderemos mudar a máxima de que o Maranhão é um estado rico, mas de povo pobre”, completa.

Projeto Transformar

O Projeto Transformar, da CACB em parceria com o Sebrae, quer estimular lideranças empresariais para atuarem em projetos de desenvolvimento local, trabalhando em diversas frentes, como mecanismos sociais de controle externo da administração pública, estratégias e mecanismos de estímulo à atividade empreendedora, formação e acolhimento de novas lideranças, entre outros. Veja o que cada um dos entrevistados falam sobre o programa:

“O Projeto Transformar tem sido um divisor de águas na vida das associações comerciais ,uma vez que trouxe uma amplitude de visão em relação à percepção do status quo das entidades, conseguindo fazer um raio x da atual realidade, mas com perspectivas de futuro, ou seja, para onde ir e como fazer para chegar.  A realidade é que o Transformar ajudou a apontar o caminho e ensinou como faz para chegar. E isso fez com que muitas Associações Comerciais entendessem o seu papel de ‘quarto poder’ no município.” – Valmir Rodrigues, presidente da Federaminas.

“A parceria da CACB e do Sebrae, através do Transformar, tem sido cada vez mais relevante para os empresários, que agora sabem o que estamos fazendo e como podemos ajudar o poder público a melhorar o ambiente de negócio nos municípios.” – Paulo Miotta, gerente da unidade de Desenvolvimento Territorial do Sebrae.

“O transformar está sendo um divisor de águas, no sentido de propor ações concretas para melhorar a relação entre as associações e seus associados, bem como a relação com os poderes constituídos, com propostas e ações tomadas em conjunto, para melhorar as ações fundamentais para que o município tenha um desenvolvimento sustentável a curto, médio e longo prazo. Somente com estas ações poderemos melhorar o ambiente de negócios nos municípios.” – Hélio Araújo, presidente da Faem.

“O projeto Transformar contribui na formação de líderes e gestores de associações comerciais e os ajudam a atuar de forma efetiva e eficaz nas políticas públicas de interesse empresarial, visando à melhoria do ambiente de negócios para os empreendedores em seus municípios.” – Arthur Avellar, presidente da Faciapes

 

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311