1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / 2017-2018

Unecs: Planejamento estratégico é pauta de encontro de presidentes

Pela manhã, os presidentes da Unecs estiveram no Palácio do Planalto, prestigiando a cerimônia da assinatura de decreto que reconhece o setor supermercadista como atividade essencial

16 de agosto de 2017 - 17:03

PlanejamentoOs presidentes das instituições que compõem a União Nacional das Entidades do Comércio e Serviços (Unecs) estiveram reunidos nesta quarta-feira (16), em Brasília, para dar continuidade à construção do planejamento estratégico da entidade para 2017 e 2018.

Construir o protagonismo da entidade para um Brasil novo é um dos principais pontos do documento, que deve ser definitivamente consolidado na próxima reunião, prevista para o fim de setembro.

Para Honório Pinheiro, presidente da Unecs e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), é preciso que o documento seja consolidado com rapidez,  já que “quem está de fora nos vê como uma união de força e representatividade”.

“Hoje avançamos mais nas discussões do nosso planejamento estratégico. Queremos concentrar nossas atividades nos pleitos comuns das sete entidades e unirmos força para vivermos naquilo que denominamos como um novo Brasil”, declarou George Pinheiro, presidente da CACB.

Supermercados como atividade essencial

Os supermercados foram reconhecidos como atividade essencial da economia, por decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, em cerimônia realizada na manhã de hoje (16), no Palácio do Planalto, que contou com a presença de mais de 400 empresários supermercadistas de diversas regiões do País, políticos e líderes de entidades de classe dos setores de comércio e serviços.

Com o novo status, que atualiza uma legislação da década de 1940, o setor passa a ter instrumentos jurídicos para negociar a abertura dos estabelecimentos aos domingos e feriados em todo o Brasil.

Planejamento

Para o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), João Sanzovo Neto, o decreto está fazendo justiça ao setor supermercadista. “Nosso setor sempre foi essencial, desde a sua origem, com os pequenos mercados, armazéns, e as vendas de secos e molhados. Desde o seu surgimento no País, em 1953, os supermercados passaram por grandes transformações, mas a legislação não acompanhou nossa evolução. Agora, finalmente, seremos legalmente reconhecidos como atividade essencial que somos.”

João Sanzovo ressaltou ainda que a comemoração é também dos brasileiros. “Antes tínhamos muitos obstáculos para satisfazer a demanda dos consumidores que precisavam se abastecer nos feriados e aos domingos em diversos lugares do País. No Brasil, todos os dias passam por nossas lojas cerca de 27,7 milhões de pessoas, por isso, essa conquista é também de toda a população.”

A legislação que reconhece as atividades essenciais da economia brasileira, o decreto nº 27.048, de 1949, não menciona os supermercados em seu anexo, porque ainda não eram existentes no país, apenas pequenos mercados, peixarias e padarias, que constam no decreto.

Por não estarem inseridos entre as atividades consideradas essenciais, eram necessárias

*Com informações da Abras

Confira fotos da cerimônia no Planalto:

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311