1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / FEDERASUL

Tá Na Mesa: Empoderando sociedades com o uso da tecnologia

Presidente da Microsoft, Tania Cosentino, disse no Tá na Mesa que ferramentas de inteligência artificial estão mudando o jeito de viver

26 de setembro de 2019 - 10:13

“Hoje o ser humano não consegue fazer absolutamente nada sem o auxílio da tecnologia”, sentenciou a presidente da Microsoft Brasil, Tania Cosentino, em Porto Alegre, ao falar no Tá na Mesa da Federasul. Formada em Engenharia Elétrica, a comandante da empresa fundada por Bill Gattes e Paul Allen está na função há menos de 1 ano. Com ampla experiência no setor elétrico, tendo em seu currículo corporações como Siemens e Schneider Eletric, Tania Cosentino defende a tecnologia para empoderar pessoas, aperfeiçoar nichos, além de melhorar os sentidos humanos.

A economia global investe 5% de todas as riquezas produzidas pelos países apenas em tecnologia, e a presidente da Microsoft Brasil trabalha para que a tecnologia sirva para transformar pessoas e culturas. Essa modificação se dá, por exemplo, através da inteligência artificial com viés inclusivo. Isso significa proporcionar qualidade de vida a pessoas com alguma necessidade especial ou intelectual. Recursos tecnológicos que facilitam a vida de deficientes visuais, com a leitura textual; programas que auxiliam a cognição de jovens com autismo e a quebrar as barreiras dos inúmeros idiomas existentes, por meio de um programa de conversão de texto em voz neural. Isso significa que através da IA, poderemos falar em nosso idioma nativo com qualquer pessoa do planeta, e a ferramenta se compromete a impregnar sons, trejeitos e entonações idênticas às do ser humano. E o mais interessante, com a voz da pessoa, como se ela estivesse falando aquela língua.

Outro recurso falado é o uso da holografia, muito utilizado em espetáculos culturais e que possibilitam a “imortalização” de artistas como Elvis Presley, Michael Jackson e Maria Callas, por exemplo. No dia a dia da sociedade, já contamos com casas autônomas e que geram a própria energia, avanços importantes na medicina, com a utilização de robôs que interagem com humanos e na modificação da cultura educacional. “Nós que trabalhamos com tecnologia temos que nos concentrar em pilares sólidos que preservem a privacidade dos dados; que diminuam a desigualdade social, de gênero e racial e combatam o cybercrime e a adulteração de informações (fakenews)”, afirmou Tania.

Importante auxílio da inteligência artificial são os mecanismos voltados à preservação ambiental e ao controle de pragas agrícolas. “Ela [inteligência artificial] pode contribuir com algoritmos que conseguem detectar, especificamente, qual praga está atingindo tal cultura, assim evitando o uso abusivo de agrotóxicos, além de outras importantes ações junto ao campo, e que facilitaria a vida dos produtores rurais”, disse.

Ao encerrar a palestra, a presidente da Federasul, Simone Leite, que comandou a reunião-almoço, perguntou sobre as perspectivas da Microsoft quanto à economia brasileira. Tania Cosentino disse que a relação da empresa não é com governos, mas com pessoas. “Estamos presentes em mais de 100 países e temos 30 anos de Brasil, dos 45 que existimos. Nós acreditamos no Brasil e faremos tudo para auxiliar a colocar o País entre as principais e mais desenvolvidas nações do planeta”.

Fonte: Federasul

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311