CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / MATO GROSSO

Otimismo marca ações dos presidentes das Associações Comerciais para 2022

Presidentes apresentaram atividades previstas pelas entidades nos municípios onde estão presentes, durante o Encontro Estadual

05 de novembro de 2021 - 15:01

Foto: Val Fernandes

Ações realizadas no período da pandemia e atividades previstas para 2022 foram apresentadas pelos presidentes das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso durante o Encontro Estadual das entidades, promovido pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat), nos dias 28 e 29 de outubro, em Cuiabá. O evento também comemorou os 37 anos da Federação.

De acordo com o presidente da Facmat, Jonas Alves, todos os presidentes presentes puderam falar e explanar suas dificuldades, anseios e atividades para o próximo ano. “Estamos muito satisfeitos, porque muitas Associações trouxeram seus diretores e isso é muito importante para que tomem conhecimento do que é a atividade associativista, quais são seus níveis, para que trabalhem isso nos municípios”, disse Jonas, também presidente da Associação Comercial de Cuiabá (ACC).

Ele também apontou a presença do presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, completando a tríplice de entidades. “Temos a felicidade de estar com o presidente da Confederação, mostrando os três níveis de atuação das entidades, através das Associações, nos municípios, da Facmat, no estado, e da CACB, que congrega a todos nós em âmbito nacional”, completou Jonas.

 

Foto: Val Fernandes

Convidado a falar sobre a representatividade exercida pelas Associações Comerciais, George Pinheiro ressaltou a atuação política das entidades.

“Não existe nenhuma representatividade empresarial no país maior do que a das Associações Comerciais. Representamos o comércio, serviços, indústria e agricultura, mas também temos representação política e é importante que não percamos isso, que o nosso associado entenda que ele vai à Associação para defender seus interesses econômicos, mas também que temos influência para escolher os nossos representantes”, proferiu.

Para a presidente da Associação Comercial e Industrial de Diamantino (ACID), Sandra Baierle, a perspectiva nos negócios para o próximo ano é boa no município e a entidade pretende trabalhar em prol da captação de novos associados, ofertando serviços disponibilizados através de parcerias.

“No período de pandemia, todos precisamos nos reinventar e estamos muito felizes com a retomada dos negócios, claro, de forma segura para os comerciantes e clientes. Com parcerias, como a que fizemos com o Sicredi, pretendemos que novos associados nos procurem, pois estamos à disposição para exercer o nosso papel, que aliás, é fundamental nos municípios”, declarou a presidente. A ACID conta atualmente com 115 empresas associadas, em um município com cerca de 22 mil habitantes.

 

Foto: Val Fernandes

Já o presidente da Associação Comercial Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), Renato Del Cistia, pretende impulsionar as atividades da entidade em 2022, promovendo iniciativas baseadas em seis pilares de sua administração: gestão orçamentária, planejamento, capacitação, relações institucionais e transformação digital.

“São vários os projetos que pretendemos desenvolver na ACIR, mas queremos transformar a entidade em uma startup, com imagem, conceito e posicionamento jovem. Uma das ideias é montar uma empresa júnior com universitários do último ano de psicologia, para ajudar na análise e contratação de pessoas. Com orientação de uma profissional contratada por nós e supervisão da coordenadora do curso, esses jovens vão filtrar os currículos e enviar às empresas”, contou o presidente, prosseguindo que a ACIR pretende ainda desenvolver ações relacionadas à capacitação, como a Feira da Empregabilidade.

Na Associação Comercial Industrial de Pedra Preta (ACIPP), a presidente Aparecida Domingos Nascimento Machado investiu na adesão dos microempreendedores individuais (MEI), além de promover ações de capacitação.

“Tivemos um ganho muito grande abrindo a Associação para os MEIs, cobrando uma pequena taxa de adesão e pretendemos continuar com essa iniciativa. Também oferecemos parcerias como o plano de saúde, palestras e workshops voltados à capacitação, porque o grande problema hoje nos municípios é capacitar pessoas para o comércio. Dessa forma, conseguimos atrair a atenção dos empresários”, explicou.

O presidente da Associação Comercial de Pontes e Lacerda (ACEPL), Eridson Vieira, destaca a importância das entidades se planejarem para o futuro.

“Hoje temos um sistema de consulta de negativação, mas a tendência é modernizar, porque as pessoas estão cada vez utilizando mais os meios de pagamento como o cartão de crédito, e precisamos estar preparados para ofertamos o diferencial”, acrescentou Vieira, lembrando que outra meta da entidade é conseguir novos associados. “Em Pontes e Lacerda nossa meta é chegar a 50% do número de empresas abertas que sejam filiadas à Associação”, frisou.

Sobre o Encontro

O Encontro Estadual das Associações Comerciais de Mato Grosso aconteceu nos dias 28 e 29 de outubro, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá e também marcou as comemorações pelos 37 anos da Facmat.

Participaram do evento presidentes, executivos e diretores das Associações Comerciais de Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Arenapolis, Aripuanã, Barra do Bugres, Cáceres, Campo Novo, Campo Verde, Campos de Júlio, Colíder, Cuiabá, Diamantino, Guarantã do Norte, Guiratinga, Itaúba, Itanhanga, Juína, Lucas do Rio Verde, Matupá, Marcelândia, Nova Mutum, Nova Nazará, Nova Olímpia, Pedra Preta, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sapezal, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra, Terra Nova do Norte e Várzea Grande.

Fonte: Facmat

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311