1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / BANCO CENTRAL

Focus: Expectativas para inflação em 2020 sobem pela 10ª semana consecutiva, para 2,65%

Economistas do grupo “Top 5 médio prazo” preveem que a inflação tenha alta de 2,82% este ano

19 de outubro de 2020 - 11:17

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O mercado financeiro voltou a elevar nesta semana as projeções para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2020, de 2,47% para 2,65%. Os dados são do relatório Focus divulgado nesta segunda-feira (19) pelo Banco Central.

O movimento, que representa a 10ª semana consecutiva de alta, segue o aumento dos preços em meio aos estímulos fiscais e monetários para minimizar os impactos econômicos provocados pela pandemia de coronavírus.

Em 10 de agosto, antes da primeira elevação na estimativa, a projeção era de alta de 1,63% para o IPCA este ano. Deste então, as projeções vêm sendo consecutivamente elevadas. Há quatro semanas, as estimativas apontavam para inflação de 1,99%.

De acordo com os economistas consultados na pesquisa semanal do Banco Central, o IPCA deve ter alta de 3,02%, em 2021 – sem alterações em relação ao último levantamento.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), as projeções ficaram praticamente estáveis no levantamento mais recente, ao passarem de queda de 5,03% para contração de 5,00% da atividade, em 2020. Já para 2021, os economistas veem um crescimento de 3,47% do PIB brasileiro, ante estimativa anterior de expansão de 3,50% da economia no próximo ano.

Houve mudança ainda nas estimativas para o câmbio este ano. Segundo os economistas, o dólar deve encerrar dezembro negociado a R$ 5,35 (ante previsão de R$ 5,30 previamente). Para 2021, contudo, a projeção foi mantida em dólar negociado a R$ 5,10.

Já com relação à taxa Selic, as expectativas não foram alteradas: a taxa básica de juros deve encerrar dezembro em 2,00% ao ano e, o próximo ano, em 2,50% ao ano.

Top 5

Entre os economistas ouvidos pela autoridade monetária que mais acertam as previsões, reunidos no grupo “Top 5 médio prazo”, as projeções para inflação também subiram, pela sexta semana consecutiva.

Agora, a expectativa do grupo é de que o IPCA suba a 2,82% este ano (ante 2,77% na semana passada), encerrando 2021 em 3,17% – a mesma apresentada anteriormente.

Nos demais indicadores não houve alterações nas projeções desta semana.

As estimativas para o câmbio se mantiveram em R$ 5,40, em 2020, e em R$ 5,22, em dezembro de 2021, enquanto a taxa Selic deve permanecer no atual patamar, de 2,00% ao ano, até dezembro de 2021.

Fonte: InfoMoney

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311