CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / Reação

Vendas a prazo sobem 5,9%, na primeira quinzena de fev, em SP

Balanço da Associação Comercial de São Paulo mostra a reação

17 de fevereiro de 2017 - 10:34

O movimento de vendas a prazo do comércio varejista paulistano aumentou 5,9% na primeira quinzena de fevereiro em comparação com o mesmo período de 2016. É o que registra o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Alencar Burti, presidente da entidade, explica que a alta se deve ao efeito-calendário: em 2017, o período em questão contou com um dia útil a mais. Outro fator apontado por ele é a base fraca de comparação, já que na primeira quinzena de fevereiro de 2016 houve forte retração (-18,3%) frente a 2015, resultante da crise econômica e da realização do Carnaval no período. “É um crescimento que não recupera nem um terço do que foi perdido no ano passado”.

FGTS

Já as vendas à vista, de acordo com o balanço, encolheram 6,9%, mesmo com o dia útil a mais e com a base fraca de comparação – ano passado a queda no período foi de 17,5% (sobre 2015). “Essa retração decorre da perda do poder aquisitivo do brasileiro, que não tem dinheiro para comprar itens de menor valor, recorrendo, assim, para o crediário”, diz Burti. “É possível que a liberação do dinheiro do FGTS melhore um pouco as vendas à vista ao longo do ano”. Somando-se os dois sistemas – a prazo e à vista – houve um leve recuo, de 0,5%. “Essa queda pequena seria bem-vinda se não tivesse sido muito influenciada pelo efeito-calendário”, ressalta o presidente da ACSP, completando que o resultado, pontual, não pode ser projetado para o resto de fevereiro e nem para o ano.

Variação mensal

Frente à primeira quinzena de janeiro de 2017, a primeira quinzena de fevereiro apresentou queda média de 0,6% no movimento de vendas. Isoladamente, as comercializações a prazo recuaram 2,4%, motivadas pela base forte decorrente das liquidações de início de ano. Já as vendas à vista avançaram 1,2% em função, possivelmente, do aumento na procura por produtos carnavalescos, como adereços e fantasias. O Balanço de Vendas da ACSP é elaborado quinzenalmente com base em amostra fornecida pela Boa Vista Serviços.

A reação foi comemorada pelo presidente da CACB, George Pinheiro, que tem recebido informações das federações, no sentido de que, em todo País, está sendo constatado um pequeno avanço nas vendas. “!Esta é a melhor notícia que poderíamos receber”,comemora Pinheiro.

Assessoria de Imprensa ACSP e CACB

 

 

 

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311