Imprensa
Desempenho

Setor de serviços fecha 2016 com a maior queda da série histórica da pesquisa

Volume do segmento acumulou recuo de 5% no ano anterior, segundo o IBGE. Desempenho do setor de transportes influenciou negativamente o setor de serviços.

15 de fevereiro de 2017 às 17:33

O volume do setor de serviços do país fechou 2016 em queda de 5%, a maior da série histórica do indicador, que teve início em 2012, segundo informou nesta quarta-feira (15) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2016, foram os transportes que puxaram para baixo o desempenho do setor de serviços, de acordo com a pesquisa. A queda registrada pelo segmento foi de 7,6%, com destaque para transporte terrestre, que recuou 10,4%.

“É importante ressaltar a forte dependência do transporte de cargas (rodoviário, ferroviário e dutoviário) em relação ao setor industrial, maior demandante deste serviço, tanto para o consumo de matérias-primas, como para a distribuição da produção. Dessa forma a recuperação dessa atividade vai depender da recuperação do setor industrial“, explicou o IBGE.

 

O segmento de serviços profissionais, administrativos e complementares – como serviços jurídicos, contábeis, de auditoria, consultoria empresarial – também registrou forte queda, de 5,5% em 2016. Os serviços técnico-profissionais, por exemplo, ecuaram 11,4%.

 

Essas atividades, que abrangem serviços intensivos em conhecimento, dependem da demanda de outros setores institucionais, como indústria, comércio e governos, que restringiram seus gastos e investimentos em 2016, afetando sobremaneira seus resultados”, justificou o IBGE.

 

Em dezembro, o setor de serviços cresceu 0,6%, após ter registrado alta de 0,2% em novembro e recuo de 2,3% em outubro. Na comparação com dezembro de 2015, o segmento de serviços recuou 5,7%, a maior queda para o mês de dezembro nessa comparação desde o início da série em 2012. “Não dá para dizer que o setor de serviços entrou numa fase de recuperação. Outubro foi muito ruim e dezembro ficou longe de um bom resultado”, afirmou o coordenador da pesquisa no IBGE Roberto Saldanha.

“Para o setor de serviços reagir precisa que o setor industrial retome seu crescimento contínuo e que haja a retomada de investimentos que implicam na contratação de empresas e consultorias”, acrescentou.Na comparação mensal, o que puxou o crescimento foi o desempenho positivo do setor de serviços prestados às famílias (alta de 2%), bem como o de transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (alta de 0,4%).

 

 

Receita

A receita nominal registrou variação de 0,5%, em dezembro frente a novembro, e na comparação com o mesmo mês do ano anterior, houve queda de 1,5%. A taxa acumulada da receita no ano de 2016 ficou negativa, em 0,1%.

 

Fonte: G1 e Assessoria de Imprensa/CACB

 

Últimas Notícias

Presidente da Federaminas recebe homenagem no estado Presidente da Federaminas recebe homenagem no estado
Federaminas 17 de julho de 2024 às 16:40

Presidente da Federaminas recebe homenagem no estado

Faceb comemora 60 anos e nova diretoria toma posse Faceb comemora 60 anos e nova diretoria toma posse
Celebração 17 de julho de 2024 às 16:39

Faceb comemora 60 anos e nova diretoria toma posse

Ministro prorroga decisão que suspende reoneração da folha de pagamentos até setembro Ministro prorroga decisão que suspende reoneração da folha de pagamentos até setembro
Desoneração da Folha 17 de julho de 2024 às 16:07

Ministro prorroga decisão que suspende reoneração da folha de pagamentos até setembro

Estado do Goiás recebe primeira etapa do programa O Poder da Rede Estado do Goiás recebe primeira etapa do programa O Poder da Rede
Poder da Rede 16 de julho de 2024 às 15:21

Estado do Goiás recebe primeira etapa do programa O Poder da Rede

Brasil quer alcançar US$ 1 trilhão no comércio exterior Brasil quer alcançar US$ 1 trilhão no comércio exterior
Entrevista 16 de julho de 2024 às 12:32

Brasil quer alcançar US$ 1 trilhão no comércio exterior

Lira anuncia que a regulamentação do segundo projeto da reforma tributária será votada em agosto Lira anuncia que a regulamentação do segundo projeto da reforma tributária será votada em agosto
Economia 16 de julho de 2024 às 12:26

Lira anuncia que a regulamentação do segundo projeto da reforma tributária será votada em agosto

Serviços

Ver todos

Soluções dedicadas ao empresário brasileiro

Conheça nossos serviços para a sua empresa.

Conhecimento e informação nos conecta

Compartilhamos conteúdo do seu interesse

  •  

Eventos

Ver todos

Agenda dos Eventos Empresarias

Participe dos eventos organizados por entidades que apoiam os empresários do Brasil.

Busca

Fechar

Categorias de Serviços

Fechar

Categorias de Vídeos

Fechar

Entidades

Fechar
Logomarca Hotpixel