CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Nacional / Fintechs

Nubank vai ser a primeira startup brasileira avaliada em mais de US$ 10 bi

26 de julho de 2019 - 13:00

O Nubank está levantando US$ 400 milhões em uma nova rodada de investimento, afirmou o Wall Street Journal nesta quinta-feira, 25. Com o novo acordo, a empresa brasileira deve  ser avaliada em mais de US$ 10 bilhões, segundo fontes familiarizadas com o assunto. Isso colocaria a empresa como a startup mais valiosa da América Latina e também como a primeira startup brasileira a romper a marca de US$ 10 bilhões.

A expectativa é de que a empresa TCV, que já investiu em nomes como Facebook e Netflix, lidere a rodada de aporte. Além disso, o fundo GIC Private, de Singapura, deve estar envolvido no acordo. O jornal afirma que nomes que já investiram no Nubank em outras ocasiões também participarão da rodada, como a chinesa Tencent, a Sequoia Capital e o Redpoint Ventures.

“Se confirmado, será a maior avaliação já atingida por uma startup digital brasileira”, diz Felipe Matos, autor do livro 10 Mil Startup. “Isso demonstra que eles seguem em ritmo de crescimento forte. “Acredito que a próxima onda de crescimento por aqui será puxada pela expansão de novos serviços financeiros para a base de clientes já existentes, como crédito, investimentos, seguros e outros serviços bancários”, diz ele.

Para Vinicius Machado, da consultoria de inovação Startadora, o aporte no Nubank prova que o Brasil tem espaço para mais investimentos em negócios que trazem valor real para o cliente. “É um sinal de que precisamos de soluções financeiras inovadoras e ágeis para atender a demanda de um público cada vez mais conectado”, afirma.

O Nubank está no mercado há seis anos e já recebeu cerca de US$ 420 milhões em sete rodadas de investimento. Recentemente, a empresa começou sua expansão internacional – primeiro para o México, depois para a Argentina. Em pouco mais de um ano e quatro meses, a companhia foi capaz de multiplicar por dez o seu valor de mercado. Foi apenas em março de 2018 que a empresa se tornou o terceiro unicórnio brasileiro.

Rafael Ribeiro, diretor executivo da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), acredita que as conquistas do Nubank mostram uma maturidade do ecossistema brasileiro de startups. “Essa notícia dá um fôlego a mais para todos os empreendedores, provando que outras startups que têm alinhamento claro com o cliente desde o começo podem chegar lá também. O Brasil chegou no mercado de startups para ficar, com possibilidade para crescer cada vez mais e brigar com outros países”, afirma.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311