CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / SUSTENTABILIDADE

Facisc é a única entidade catarinense a compor o Pacto Global da ONU

11 de agosto de 2016 - 16:28

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina acaba de ser adicionada ao Pacto Global das Nações Unidas. É a única entidade empresarial catarinense a fazer parte de um grupo de 12 mil participantes empresariais e não empresariais em 140 países do mundo. Para a consultora de Responsabilidade Social da FACISC,Adelita Adiers, isso significa que a Federação fortalece o seu compromisso com a sustentabilidade e incentiva às associações empresariais e às mais de 34 mil empresas para que os compromissos com o Pacto Global se traduzam também em políticas para os negócios. “A iniciativa também abre diálogo com outros atores que tem os mesmos compromissos”, destaca Adiers.

A Facisc se compromete apoiar os Dez Princípios do Pacto Global das Nações Unidas em matéria de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção, a promover esses princípios dentro de sua esfera de influência, e fazer uma declaração clara deste compromisso com suas partes interessadas e o público em geral e participar nas atividades do PactoGlobal das Nações Unidas.

Entre as ações já realizadas pela Facisc que atendem aos princípios estão ações como a publicação carta de princípios expressa no Balanço Social e publicada em 2011. A Federação também é signatária e coordena o movimento Objetivos do Desenvolvimento Sustentável em SC, é também signatária do Pacto Empresarial pela integridade contra a corrupção e todos os temas, de forma transversal são desdobrados em diferentes ações nas quatro diretrizes da Facisc. “A expressão ” liderar pelo exemplo” é hoje uma realidade na Facisc. “Criamos o Comitê de Sustentabilidade que irá somar esforços para a concretização de práticas sustentáveis, tendo o pacto como uma ferramenta de apoio”, completa Adiers.

Pacto Global

O Pacto Global é uma iniciativa desenvolvida pelo ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, com o objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção refletidos em 10 princípios. Essa iniciativa conta com a participação de agências das Nações Unidas, empresas, sindicatos, organizações não-governamentais e demais parceiros necessários para a construção de um mercado global mais inclusivo e igualitário. Hoje já são mais de 12 mil organizações signatárias articuladas por cerca de 150 redes ao redor do mundo.

As empresas participantes do Pacto Global são diversificadas e representam diferentes setores da economia, regiões geográficas e buscam gerenciar seu crescimento de uma maneira responsável, que contemple os interesses e preocupações de suas partes interessadas – incluindo funcionários, investidores, consumidores, organizações militantes, associações empresariais e comunidade.

O Pacto Global não é um instrumento regulatório, um código de conduta obrigatório ou um fórum para policiar as políticas e práticas gerenciais. É uma iniciativa voluntária que procura fornecer diretrizes para a promoção do crescimento sustentável e da cidadania, por meio de lideranças corporativas comprometidas e inovadoras.

O objetivo do Pacto Global é encorajar o alinhamento das políticas e práticas empresariais com os valores e os objetivos aplicáveis internacionalmente e universalmente acordados. Estes valores principais foram separados em dez princípios chave, nas áreas de direitos humanos, direitos do trabalho, proteção ambiental e combate à corrupção.

Fonte: Facisc

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311