CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27

Empreender

Portal Empreender
Empreender
Home / Empreender /

Melhore suas práticas gerenciais e produtivas com o programa Brasil Mais

Inscrições abertas para o novo programa do Governo Federal

20 de abril de 2021 - 09:45

Estão abertas as inscrições para o Brasil Mais, o novo programa do Governo Federal. O objetivo é oferecer às micro, pequenas e médias empresas soluções para melhorar a gestão, inovar processos e reduzir desperdícios. O programa possui dois eixos de atuação: um voltado para Melhores Práticas Gerenciais e outro para Melhores Práticas Produtivas. Conheça a melhor opção para sua empresa:

 

Melhores Práticas Gerenciais

O autodiagnóstico é o primeiro passo para que as empresas conheçam suas potencialidades em relação a melhores práticas gerenciais e mercado em que está inserida. Depois dessa etapa e de formalizar a participação da empresa no Brasil Mais, um Agente Local de Inovação – ALI, do Sebrae, entrará em contato para a devolutiva do autodiagnóstico.

Ao receber a visita do ALI, a empresa receberá ferramentas e orientações com foco na mensuração de indicadores, inovação de processo, inovação de produtos/ serviços, práticas sustentáveis e digitalização com foco na redução de custos, e na sua relação com o mercado, para o aumento do faturamento.

Além disso, com o apoio do agente, o empresário terá mensurações mensais do indicador de produtividade e construirá um plano de ação que será acompanhado e monitorado ao longo do Programa. O empresário poderá ainda, opcionalmente, receber consultorias especializadas.

Ao final do ciclo, que durará aproximadamente três meses, será realizada uma nova aplicação do autodiagnóstico para avaliar o desempenho e resultados da empresa. Por fim, serão sugeridas ações de conexão dos empresários com o mercado, ecossistema de inovação e provedores de soluções e tecnologias.

 

Melhores Práticas Produtivas

Esse caminho busca promover a redução de desperdícios como superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos.

Para isso, o Brasil Mais oferece gratuitamente aos participantes uma autoavaliação, que auxilia as empresas a perceberem sua maturidade e seus processos produtivos e também conteúdos que as empresas podem baixar da plataforma, como o manual de melhores práticas de produção e vídeos de curtíssima duração explicando as 30 melhores práticas.

O participante pode solicitar um atendimento assistido e presencial. Na primeira fase do atendimento, a empresa terá acesso ao Mentoria Lean, metodologia de baixo custo e de rápida implementação, desenvolvida pelo SENAI, que contempla:

1) aprendizagem de conceitos básicos por ensino à distância;

2) aprendizagem coletiva com teoria, prática, envolvendo até 3 colaboradores por empresa e potencializada por gameficação dos conteúdos;

3) implementação no chão-de-fábrica das ferramentas de melhoria dos processos produtivos aprendidas sob orientação presencial de consultor especializado na empresa. Ao todo, são 64 horas de aprendizagem e implementação.

Observação – Para a fase de atendimento Mentoria Lean, a contrapartida financeira da empresa é de R$2400.

Se o participante quiser melhorar ainda mais os processos produtivos, poderá fazer uso da Mentoria Digital, metodologia do SENAI, para inserir sua empresa no campo da digitalização dos processos produtivos. Essa mentoria inclui sensoriamento, aprendizagem à distância, aperfeiçoamento profissional de colaboradores, inserção de sensores na linha de produção, software para visualização de dados coletados e orientação presencial de consultor. Ao todo, são 88h de aprendizagem e implementação. Com engajamento, as empresas melhoram a qualidade dos produtos, reduzem o tempo de entrega aos clientes, e estabelecem um processo de inovação contínuo com consequente aumento da produtividade.

 

Realização

O programa é coordenado pelo Ministério da Economia, com gestão operacional da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e execução pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O Sebrae levou para dentro do Brasil Mais a metodologia que a instituição aplica, em todo o Brasil, nas empresas de micro e pequeno porte por meio do projeto Agentes Locais de Inovação (ALI). Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, a previsão é que o Brasil Mais atenda 105 mil empresas ao longo de 2021 e 2022, sendo que o ciclo de atendimento em cada uma das empresas dura cerca de quatro meses: “Contaremos com um time de mais de mil agentes locais de inovação, que irão atuar em todos os estados brasileiros”. Os agentes locais são selecionados e capacitados pelo Sebrae para atuar nas micro ou pequenas empresas de comércio ou serviços, com o objetivo de promover a inovação para reduzir os custos e/ou aumentar o faturamento. Não há custo para os empresários pelo atendimento dos Agentes Locais de Inovação.

A Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) é parceira institucional do programa Brasil Mais. A entidade atua, há mais de 20 anos, no desenvolvimento das micro e pequenas empresas brasileiras por meio da metodologia de núcleos setoriais e do programa Empreender. Segundo o coordenador executivo da entidade, Carlos Rezende, o Brasil Mais possui o apoio da confederação, uma vez que “o compromisso da CACB é oferecer oportunidades para as micro e pequenas empresas se fortalecerem no mercado. O Brasil Mais, do Governo Federal, é uma iniciativa na mesma direção”.

O Programa Brasil Mais trará muitas oportunidades para o aumento de produtividade e competitividade. Revolucione sua empresa aperfeiçoando suas capacidades gerenciais.

Inscreva-se gratuitamente: brasilmais.economia.gov.br/

Tags

Deixe seu comentário

Assessoria de Comunicação do Empreender/AL-Invest 5.0

  • Katiuscia Sotomayor
    katiuscia.sotomayor@cacb.org.br

    Joana de Albuquerque Pae
    joana.albuquerque@cacb.org.br

  • Bernardo Fonseca
    bernardo.fonseca@cacb.org.br
O Empreender é um programa da CACB, em parceria com o SEBRAE, que visa o fortalecimento da micro e pequena empresa ao reunir empresários de um mesmo município nos chamados núcleos setoriais. Neles, os empresários discutem seus problemas e buscam soluções conjuntas com apoio de um profissional vinculado à entidade empresarial.