CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27

Empreender

Portal Empreender
Empreender
Home / Empreender /

Conselho Nacional da Empresária recebe Prêmio Empreender em Brasília

Cerimônia reuniu representantes da CACB, do Sebrae, da ACDF e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

02 de setembro de 2021 - 17:31

Foto: Charles Damasceno /ASN

No dia 1º/9, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) realizou a entrega do primeiro lugar do Prêmio Empreender 2021 ao Conselho Nacional da Empresária. A cerimônia foi realizada no auditório do Ministério da Cidadania, em Brasília, com a presença de representantes da CACB, do Sebrae, da Associação Comercial do DF e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos,

O coordenador executivo da CACB, Carlos Rezende, reconheceu o destaque do papel feminino no Programa Empreender: “Mesmo com a pandemia, os resultados que alcançamos são impressionantes, o que revela a contribuição feminina no empreendedorismo. Preciso também agradecer ao Sebrae e reforçar que podem sempre contar conosco para alcançar as micro e pequenas empresas no Brasil”. Estavam presentes no evento o diretor-presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, e o diretor técnico Bruno Quick.

“A CACB desde o início tem como meta fazer com que a mulher empreendedora seja destacada e tenha o apoio total da nossa entidade, das Federações e das Associações Comerciais do Brasil”, afirmou o presidente da CACB, George Pinheiro, que participou remotamente da homenagem.

A Secretária Nacional da Família, Angela Gandra, destacou o empreendedorismo como um grande passo para a projeção feminina: “Isso só mostra o quanto a mulher pode contribuir para a economia brasileira e a premiação é sempre um estímulo, uma dinâmica que nos contagia. A mulher é resiliente, tem capacidade de recomeçar e de perseverar para conquistar o que deseja. E o empreendedorismo é o melhor caminho para garantir essa projeção da mulher, com igualdade de oportunidades, dando condições para que ela possa mostrar isso”.

“Acreditamos que é a força da mulher brasileira que irá alavancar a economia brasileira nesse contexto de pós-pandemia. O desafio maior é chegar à nano-empreendedora, aquela mulher que precisa se reinventar, mas está em situação de vulnerabilidade ou invisibilidade, e que precisa de apoio, informação e acesso a crédito”, afirmou a Secretária Nacional de Política para as Mulheres, Cristiane Britto, destacando que o empreendedorismo, ao promover a autonomia econômica das mulheres, ajuda em questões como o combate à violência, por exemplo.

O presidente da Associação Comercial do DF, Fernando Brites observa: “A ACDF valoriza ao máximo o empreendedorismo feminino, ao ponto de quase todos os projetos da associação hoje passarem pelo conselho da mulher empresária. Isso está nos trazendo um resultado extraordinário”.

A presidente do Conselho da Mulher Empresária do Distrito Federal (CEM-DF), Ivonice Campos destacou a importância da equidade em casa e no trabalho para que seja possível empreender em larga escala: “Queremos tornar nosso sonho feminino em sustentabilidade empreendedora”.

Por meio do programa de fortalecimento de empresas e empoderamento de mulheres empresárias, o CNE atendeu a 69 empresas lideradas por mulheres, em quatro estados – Pará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais, fomentando a qualificação de lideranças e o desenvolvimento competitivo, considerando os aspectos mercado, finanças, processos, pessoas e inovação. As ações foram voltadas ao atendimento e ao fortalecimento dos negócios e no mercado digital, demanda que ficou ainda mais latente com as novas necessidades trazidas pela Covid-19.

“O projeto tem característica de programa, porque nele buscamos trazer o protagonismo sustentável para essas mulheres. A ideia era que elas pudessem atuar em cargos de liderança dentro do Sistema CACB, mas antes disso, que as empresas fossem fortalecidas com excelentes líderes”, disse Glauciele Lerner, consultora do Empreender.

“Impactamos positivamente a vida e o negócio de muitas mulheres, em um projeto que veio como se tivéssemos previsto que seríamos assolados por uma pandemia. Preparamos essas mulheres para o mundo digital, com a resiliência e a organização necessárias no cenário de crise. O prêmio reconhece todo o trabalho que fizemos, o que é uma honra para nós”, declarou a presidente do CNE, Tania Rezende.

 

Prêmio Empreender

Ao fim do Empreender Competitivo 2017-2021, a CACB promoveu o Prêmio Empreender 2021, com o objetivo de reconhecer as boas práticas desenvolvidas no âmbito do programa. A cerimônia, que consagrou o CNE como melhor projeto, foi transmitida no dia 4/8.

O segundo lugar foi conquistado pelo Núcleo de Fabricantes de Toalhas (NFTex) da Associação Empresarial de Brusque (SC). O terceiro melhor projeto foi do Núcleo Setorial de Negócios de Arquitetura (IARQ) da Associação Comercial e Industrial de Londrina (PR).

A Associação das Empresas de Pequeno Porte da Região Nordeste do RS (Microempa) foi homenageada como hors-concours no Empreender Competitivo. Foram premiadas também a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), pela melhor execução técnica e financeira, e a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap) pela gestão dos projetos.

Na ocasião, os representantes da CACB e do Sebrae assinaram o convênio para a nova edição do Empreender, que até fevereiro de 2024, prevê a criação de 730 núcleos setoriais, o atendimento a cerca de 12 mil empresas e o desenvolvimento de 400 ACEs.

O diretor-presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, afirmou: “É gratificante saber que estamos contribuindo de alguma forma para organizações centenárias do nosso país, como é o caso das associações comerciais. O que simboliza esse prêmio são as ações efetivas de parceria que dão certo para o Brasil. Essa cooperação que temos com a CACB e as ACEs em cada município há 11 anos é uma satisfação para nós”.

O diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, destacou: “O problema do empresário do pequeno negócio não é o tamanho, mas estar sozinho, e ele vence isso através das ACEs. Nosso esforço é cotidiano e esse contato que as empresas têm nos núcleos setoriais nos coloca frente a frente com as necessidades que eles têm, todos os dias”.

Foto: Tauan Alencar

A CACB realizou a entrega do Prêmio Empreender de forma presencial em todas as entidades vencedoras. Em São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, as homenagens foram realizadas pelo coordenador executivo da CACB, Carlos Rezende, e a analista técnica do Empreender, Anna Carolina Mauger.

Saiba mais sobre a entrega do Prêmio Empreender nos estados:

Facesp recebe homenagem da CACB pelo destaque na gestão do Programa Empreender
Microempa é premiada nacionalmente pela excelência no Prêmio Empreender
Núcleo de Negócios em Arquitetura recebe Prêmio Empreender em Londrina
Núcleo de Fabricantes de Toalhas recebe Prêmio Empreender em Brusque

Tags

Deixe seu comentário

Assessoria de Comunicação do Empreender/AL-Invest 5.0

  • Katiuscia Sotomayor
    katiuscia.sotomayor@cacb.org.br

    Joana de Albuquerque Pae
    joana.albuquerque@cacb.org.br

  • Bernardo Fonseca
    bernardo.fonseca@cacb.org.br
O Empreender é um programa da CACB, em parceria com o SEBRAE, que visa o fortalecimento da micro e pequena empresa ao reunir empresários de um mesmo município nos chamados núcleos setoriais. Neles, os empresários discutem seus problemas e buscam soluções conjuntas com apoio de um profissional vinculado à entidade empresarial.