1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Login
Redes Sociais
Portal Empreender
Empreender
Home / Empreender /

CACB, Sebrae e ACDF se empenham no fortalecimento do empreendedorismo feminino no mês das mulheres

Presidente do CNME (CACB) cumpre agenda em Brasília

29 de março de 2019 - 11:06

No mês das mulheres, a presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresária da CACB, Tânia Rezende, participou de um encontro com as integrantes do Conselho da Mulher Empreendedora do Distrito Federal (CME-DF) na sede da Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF), e de uma reunião no Sebrae Nacional com o diretor administrativo e financeiro e ex-deputado federal Carlos Melles.

Encontro na ACDF

Estiveram presentes o presidente da entidade, Fernando Brites, as deputadas Julia Lucy e Paula Belmonte, a secretária da Mulher do DF, Ericka Filippelli, entre outras autoridades. Da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), participou a analista financeira do Programa Empreender, Patrícia Rego, que atua também como coordenadora do CME /ACDF.

A deputada Julia Lucy aponta: “Numericamente as mulheres empreendem mais. Um dado que chama a atenção é a continuidade desses negócios: os que são abertos por homens têm mais perenidade do que os abertos por mulheres”. Lucy atribui esse fato a uma estrutura social que condiciona mulheres a não serem corajosas e desafiadoras e a não tomarem riscos como os homens fazem: “Vamos trabalhar no sentido de incentivar mais mulheres a serem empreendedoras, afinal, o empreendedorismo burla a falta de mercado de trabalho formal e também traz condições de liberdade econômica para essas mulheres poderem tomar a decisão de suas vidas.”

A deputada Paula Belmonte também destaca a importância de estimular o empreendedorismo entre as mulheres: “O resultado vem na melhoria do poder econômico dela e da família. Outra consequência é que essa mudança afeta a vida dos filhos e temos crianças crescendo em condições muito melhores”.

A secretária da Mulher do DF, Ericka Filippelli, inclui o governo no debate: “Além das políticas públicas voltadas para redução das desigualdades (de todas as formas) entre homens e mulheres no DF, a Secretaria de Estado da Mulher está estruturando um projeto chamado Rede Sou Mais Mulher, que será uma grande parceria entre órgãos governamentais, empresas públicas, privadas e sociedade civil”. Em reunião, a secretária ressaltou a importância das entidades de representação empresarial, como a ACDF e a CACB, no enfrentamento às desigualdades de gênero no empreendedorismo, principalmente no comércio local.

O presidente da ACDF, Fernando Brites, agradeceu a presença de todos e garantiu que a casa está aberta para apoiar mulheres que querem empreender. “Nosso país passa por transformações que devem garantir a sobrevivência de todos. É preciso buscar soluções para erros brutais que esbarram no desenvolvimento e no empreendedorismo”, finalizou.

“O sucesso dos negócios criados e geridos por mulheres mostra o potencial que essas empreendedoras têm para promover transformações na sociedade e na economia. A CACB quer estimular as mulheres no desafio que é manter uma empresa no Brasil. Fazemos isso com programas como o Empreender, que fortalece o ambiente de negócios por meio do associativismo”, explica Carlos Rezende, coordenador executivo da CACB.

Patrícia Rêgo, da CACB, conta o que foi adquirido como aprendizado no encontro: “Do que foi visto em reunião, constata-se que o potencial do “capital humano” vai muito além ao do “capital material”, especialmente neste movimento de transformação do empreendedorismo feminino, do qual participam mulheres valorosas e que fazem a diferença. Darei apoio ao Presidente Fernando Brites e espero poder contribuir para esse relevante trabalho desenvolvido no Brasil pela Presidente Tânia Rezende no Conselho Nacional da Mulher Empresária da CACB”.

Reunião no Sebrae

O diretor administrativo e financeiro do Sebrae Nacional, Carlos Melles, recebeu representantes da CACB com o objetivo de fortalecer a atuação do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) dentro da temática do empreendedorismo feminino. Estiveram presentes na reunião Tânia Mara Rezende, presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresária da CACB; Carlos Rezende, coordenador executivo; Patrícia Rego, analista da CACB e coordenadora do Conselho, e Juliana Ribeiro, conselheira.

Nos últimos dois anos, as mulheres vêm consolidando um papel de protagonistas no universo do empreendedorismo brasileiro. Pesquisas conduzidas pelo Sebrae, como a Global Entrepreneurship Monitor (GEM) e o Anuário do Trabalho nos Pequenos Negócios, mostram que desde 2017 as mulheres superaram os homens na abertura de empresas e já são maioria entre os trabalhadores com carteira assinada nos pequenos negócios. “É fundamental que o Sebrae atue no fomento ao empreendedorismo feminino. Somente com diálogo, políticas e projetos concretos as mulheres poderão conquistar mais espaço no mercado de trabalho”, apontou Melles.

Tânia Mara Rezende ressaltou a importância do diálogo com o Sebrae, já que o Conselho Nacional da Mulher Empresária desenvolve um trabalho com o intuito de envolver empresárias em debates sobre igualdade de gênero no empreendedorismo em nível nacional. “Temos diversos projetos em prol do empreendedorismo feminino e para a capacitação das mulheres, para que possamos, cada vez mais, assumir cargos de liderança”.

CACB

Além do encontro na ACDF, a presidente visitou a sede da CACB, onde se apresentou e saudou os colaboradores e colaboradoras.

Tags

Deixe seu comentário

Assessoria de Comunicação do Empreender/AL-Invest 5.0

  • Katiuscia Sotomayor
    katiuscia.sotomayor@cacb.org.br

    Joana de Albuquerque Pae
    joana.albuquerque@cacb.org.br

  • Bernardo Fonseca
    bernardo.fonseca@cacb.org.br
O Empreender é um programa da CACB, em parceria com o SEBRAE, que visa o fortalecimento da micro e pequena empresa ao reunir empresários de um mesmo município nos chamados núcleos setoriais. Neles, os empresários discutem seus problemas e buscam soluções conjuntas com apoio de um profissional vinculado à entidade empresarial.