Notícias Empreender
Empreender

Notícias

BID cria programa de economia de energia com seguro para empresas

CACB discutirá implementação do projeto junto aos coordenadores do Empreender, no dia 22/9

20 de setembro de 2021 às 10:51

O Brasil passa por uma crise energética que coloca em risco o abastecimento de energia da população, das instituições e das empresas do País. Uma consequência já sentida pelos brasileiros é o aumento na conta de energia elétrica, que, dentro das empresas, acelera a busca por alternativas de redução de custos e fontes de eficiência energética.

Essa demanda se soma ao movimento que as empresas já estavam fazendo para a economia de energia e a redução de seu impacto ambiental, pautado nos conceitos da Economia Verde e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda global que compreende 17 objetivos e 169 metas a serem atingidas até 2030, adotada pelos 193 Estados-membros da Organização das Nações Unidas, entre eles o Brasil.

Diversos setores da sociedade procuram alinhar suas ações com a agenda dos ODS. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por exemplo, tem concentrado esforços no investimento e na facilitação de desenvolvimentos regulatórios em eficiência energética, energia renovável, transporte sustentável e armazenamento de energia.

O Programa de Economia de Energia Garantida (Energy Savings Insurance – ESI, em inglês) é uma iniciativa do BID que facilita a implementação de projetos de eficiência energética para ampliar, expandir e diversificar fontes de energia limpa em empresas de diversos países. O programa visa a minimizar o risco de investimento por meio de quatro instrumentos:

Contrato de desempenho entre a empresa contratante e a fornecedora de energia- formaliza as condições do projeto e estabelece metas claras de desempenho. É apoiado por uma apólice de seguro que pode ser ativada quando a economia ou geração de energia prevista não for cumprida.

Seguro de desempenho energético– a fornecedora de energia é responsável pela contratação de um seguro, que compensa financeiramente a empresa contratante caso as metas previstas no contrato não sejam cumpridas. No Brasil, o Programa ESI trabalha com a Kovr Seguradora, pioneira no desenvolvimento do seguro de desempenho energético.

Apoio financeiro– os clientes ou investidores são direcionados a instituições financeiras interessadas em criar um mercado e uma carteira de projetos de eficiência energética. O cliente solicita ao banco um empréstimo para o financiamento de seu projeto.

Validação técnica– é efetuada por uma entidade independente com vasta experiência na certificação de projetos. No caso do Brasil, é a ABNT.

O BID fez uma parceria com os principais atores “verdes” para catalisar investimentos na região da América Latina e Caribe. O BID está promovendo e expandindo a energia sustentável com o apoio do Governo da Dinamarca através da Agência Dinamarquesa de Energia.

No Brasil, o Programa ESI é implementado em cooperação com três bancos públicos de desenvolvimento: BRDE (do Rio Grande do Sul), Bandes (do Espírito Santo) e Goiás Fomento. Além disso, há espaço para parcerias com outras instituições financeiras.

Conheça o Programa ESI em dois minutos

 

Programa ESI e Sistema CACB

Na quarta-feira, 22/9, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) reunirá os coordenadores e gestores do programa Empreender para apresentar a iniciativa do BID e discutir a implementação nas empresas vinculadas ao Sistema CACB, que possui grande capilaridade por meio das Associações Comerciais.

Estuda-se a aplicação de uma pesquisa junto aos empresários do Sistema, com o objetivo de identificar necessidades, demandas e expectativas dos empresários em relação à adoção de energia limpa e mecanismos de eficiência energética dentro das empresas. A consolidação de dados, por meio da pesquisa, indicaria como a CACB e o BID podem apoiar e oferecer alternativas aos empresários diante da crise energética.

 

Cooperativa gera desconto na conta de luz para empresas no Paraná

Para fomentar e disseminar iniciativas para a diminuição da conta de luz das empresas paranaenses, a Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná (Caciopar) fechou uma parceria com a cooperativa Paraná Energia.

A cooperativa negocia, faz a gestão de usinas e, em seguida, distribui a energia na rede da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Os créditos da Copel gerados em retorno à cooperativa ocasionam a redução da conta de luz das empresas cooperadas.

Atualmente, a Paraná Energia trabalha com a concessão de energia de 25 sistemas, que incluem usinas fotovoltaicas, de biogás, centrais hidrelétricas ou eólicas, entre outras. “Nosso foco é a sustentabilidade, a qualidade de vida e o acesso fácil às energias renováveis, reduzindo custos e melhorando a competitividade das empresas”, afirma a diretora de negócios, Yonara Medeiros.

Além da Caciopar, as ACEs de 14 municípios paranaenses já são cooperadas: Assis Chateaubriand, Capitão Leônidas Marques, Céu Azul, Corbélia, Entre Rios do Oeste, Foz do Iguaçu, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Mercedes, Palotina, Santa Helena,  Serranópolis do Iguaçu e Terra Roxa.

No Paraná, as associações comerciais funcionam como um canal de atendimento local e estão preparadas para direcionar a empresa para o serviço da cooperativa. Empresários interessados podem entrar em contato com a ACE do seu município.

Saiba como diminuir sua conta de luz com a Paraná Energia

 

AL-Invest Verde

Atualmente, a CACB participa da chamada para o novo projeto da União Europeia, o AL-Invest Verde, que tem como objetivo incentivar as MPEs na América Latina a adotarem produtos, processos e serviços menos poluentes e mais eficientes em termos de recursos, enquanto padrões de consumo mais sustentáveis ​​são adotados em todo o mundo.

A CACB foi a entidade responsável pela execução do AL-Invest 5.0 no Brasil. A União Europeia investiu quase 3 milhões de euros (2.986.979,86 €) para apoiar 17.836 MPEs brasileiras com atividades de fortalecimento empresarial e promoção do associativismo, como capacitações, networkings, internacionalização de negócios e visitas técnicas.

As ações da Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub), de Minas Gerais, são exemplos do empenho em crescimento sustentável dentro do Sistema CACB. Em 2018, a entidade buscou o apoio do AL-Invest para fortalecer suas competências técnicas e implementar boas práticas em gestão ambiental.

A partir de uma missão empresarial ao estado da Baviera, na Alemanha, o superintendente da Aciub, Marcio Bocchio, com apoio do AL-Invest 5.0, teve a oportunidade de conhecer as tecnologias para a geração de energia por fontes renováveis. A Aciub obteve resultados como a criação de um serviço de geração de energia personalizado para as empresas, a mobilização da comunidade em ações sociais, como o Dia Mundial da Limpeza, e a implantação de painéis de energia fotovoltaica dentro da associação. Antes da instalação das placas, a Aciub despendia cerca de R$ 9.500 com energia elétrica por mês. Após a mudança, a mensalidade diminuiu para R$ 466,00.

Outras Notícias

Ver todas

Conhecimento e informação nos conecta

Compartilhamos conteúdo do seu interesse

  •  

Serviços

Ver todos

Soluções dedicadas ao empresário brasileiro

Conheça nossos serviços para a sua empresa.

Eventos

Ver todos

Agenda dos Eventos Empresarias

Participe dos eventos organizados por entidades que apoiam os empresários do Brasil.

Busca

Fechar

Categorias de Serviços

Fechar

Entidades

Fechar
Logomarca Hotpixel