1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / ÍNDICE SEMANAL

Em fevereiro, inflação pelo IPC-S perde força em todas as capitais

Taxa mais baixa foi registrada em São Paulo: de 0,87% passou para 0,6%. Considerando todas as capitais, indicador desacelerou para 0,76%

02 de março de 2016 - 20:26

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) perdeu força nas sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), em fevereiro.

A taxa mais baixa no período foi registrada em São Paulo, de 0,87%, passou para 0,6%. Na sequência, estão, Rio de Janeiro (de 0,87% para 0,61%); Porto Alegre (de 1,23% para 0,80%); Salvador (de 1,14% para 0,82%); Belo Horizonte (de 1,36% para 0,91%); Brasília (de 1,27% para 0,93%) e Recife (de 1,75% para 1,29%).

Considerando todas as capitais, a energia elétrica residencial ficou mais barata e puxou a desaceleração da inflação medida pelo IPC-S em fevereiro, conforme divulgou a FGV na véspera. De uma variação de 1,10% na penúltima semana do mês, o indicador passou para 0,76%.

marcello_casal_jr-agencia_brasil_-4

Tarifa de energia elétrica cai ainda mais em fevereiro. (Foto: Marcello Casal/Agência Brasil)

Com este resultado, o IPC-S acumula alta de 2,56% no ano e de 10,37%, nos últimos 12 meses.

Em fevereiro, a maioria dos grupos registrou desaceleração, com destaque para habitação (de 0,78% para 0,39%). Em alimentação, a taxa passou de 1,40% para 1,07%, em educação, leitura e recreação, de 1,50% para 0,44%, em transportes, de 1,60% para 1,13%, em vestuário, de 0,19% para 0,04%, e em saúde e cuidados pessoais, de 0,75% para 0,69%.

Na contramão, aceleraram as taxas de variação de comunicação (de 0,52% para 0,83%) e despesas diversas (de 1,27% para 1,58%).

Veja a variação de preços de alguns itens:
Tarifa de telefone móvel (de 0,56% para 1,14%)
Cigarros (de 2,40% para 3,28%)
Hortaliças e legumes (de 3,75% para -0,31%)
Cursos formais (de 2,12% para 0,00%)
Tarifa de ônibus urbano (de 3,13% para 1,50%)
Roupas (de 0,03% para -0,11%)
Artigos de higiene e cuidado pessoal (1,13% para 1,00%).

Fonte: G1

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311