CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / CRISE

Criação de emprego cai pelo 13º mês, mas desacelera na comparação anual

A queda do emprego acontece em praticamente todos os setores da economia, com exceção da administração pública e da agropecuária

25 de maio de 2016 - 17:39

Pelo 13º mês seguido, o mercado de trabalho formal sofreu com o fechamento de vagas de trabalho em abril.

Apesar do encerramento de outras 62.844 postos de trabalho em abril deste ano, segundo o Ministério do Trabalho, a queda desacelerou em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando o saldo entre criação e fechamento de postos de trabalho ficou negativo em 97.828.

Foto: Diego Padgurschi/Folha de S.Paulo

Foto: Diego Padgurschi/Folha de S.Paulo

A queda do emprego acontece em praticamente todos os setores da economia, com exceção da administração pública e da agropecuária. Esses setores apresentaram a abertura de 2.255 e 8.051 vagas, respectivamente.

Nos dois meses anteriores também foi registrado fechamento líquido de vagas. Dessa forma, no trimestre, foram fechados 386.208 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, já somam 1,8 milhão de vagas fechadas no país.

O setor mais afetado no terceiro mês do ano foi o comércio, com o fechamento líquido de 30.507 postos. Seguem o varejo, com 24.916 vagas fechadas, a construção civil, com 16.036 vagas, a indústria de transformação, com 15.982 vagas, e serviços, com 9.987 vagas.

Por região, o Nordeste é o que apresentou o meio número de vagas fechadas, 25.992, seguido pelo Sudeste, 23.985. O Centro-Oeste foi o único que apresentou saldo positivo no emprego formal, com a abertura de 4.186 vagas.

Fonte: Folha de S.Paulo

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311