Imprensa
ACSP

Cotait defende compra parcelada sem juros e presidente do Banco Central fala em “solução complexa”

“O parcelamento sem juros é vital para o comércio. Qualquer mudança irá impedir que as lojas continuem vendendo”, disse o presidente da CACB

6 de março de 2024 às 14:28

O presidente da CACB, Alfredo Cotait Neto, voltou a defender a manutenção do sistema de compra parcelada sem juros, desta vez, durante encontro com o presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, que esteve na Associação Comercial de São Paulo (ACSP), na segunda-feira (04/03), para realizar uma palestra.

Campos Neto afirmou que o tema é de “difícil compreensão” e requer uma “solução complexa”. Ele culpou a inadimplência e destacou ser necessário “retornar à mesa de negociações”, uma vez que, neste momento, “não há resposta para a questão”.

“O parcelamento sem juros é vital para o comércio. Qualquer mudança irá impedir que as lojas continuem vendendo”, afirmou Cotait. “Na avaliação da Rede de Associações Comerciais, a manutenção do parcelado sem juros é fundamental para a sobrevivência do comércio, no pós-pandemia”, avaliou o presidente da CACB.

Inadimplência

Se a solução parece distante, Campos Neto ressaltou que o Banco Central identificou as causas que estariam forçando uma possível reavaliação da modalidade de compras, sendo a alta inadimplência a principal delas.

“Um estudo revelou que a inadimplência da compra do parcelado com cartão de crédito chega a 60%. Não existe produto financeiro que sobreviva a esta taxa. O risco é este sistema acabar”, alertou o presidente da entidade monetária, que classificou o tema como “um dos mais complexos que teve à frente do Banco Central”, por ser de difíceis “solução, compreensão e análise”.

Além da inadimplência em patamares elevados, outros fatores foram apontados pelo dirigente: a alta taxa de juros do rotativo; a corrida dos bancos para oferecerem limites de cartão cada vez maiores, mesmo para inadimplentes; o número elevado de pontos emissores de cartão; o crescimento exponencial das compras na opção do parcelado; e, por fim, a falta de educação financeira da população em geral.

“O Congresso Nacional aprovou uma legislação que limita os juros do rotativo, o que não soluciona em definitivo, mas ameniza de forma considerável um destes aspectos centrais do problema. Soma-se a isso, a diminuição, ainda que insipiente, dos índices gerais de inadimplência. Dados que podem contribuir para uma solução equilibrada e sustentável”, disse Campos Neto.

“Examinamos várias possibilidades, mas, hoje, não temos uma resposta. Precisamos voltar para a mesa de negociações. É um tema complexo. De um lado temos as emissoras, do outro, os adquirentes, e ainda há o comércio. Cada um com um olhar diferente. Precisamos entrar em entendimento e encontramos uma solução estrutural de curto, médio e longo prazos”, finalizou.

Autonomia

Durante a palestra de cerca de duas horas, o presidente do Banco Central defendeu a autonomia do Banco Central, porém, afirmou que se trata de um tema “estritamente técnico”, e revelou, ainda, que a inflação apresenta uma tendência de queda, contudo, é preciso ter atenção.

*texto da Facesp

Últimas Notícias

CACB lança projeto de sustentabilidade durante Marcha dos Prefeitos em Brasília CACB lança projeto de sustentabilidade durante Marcha dos Prefeitos em Brasília
AL-Invest Verde 17 de maio de 2024 às 13:12

CACB lança projeto de sustentabilidade durante Marcha dos Prefeitos em Brasília

CACB sugere medidas para auxiliar na reconstrução do Rio Grande do Sul CACB sugere medidas para auxiliar na reconstrução do Rio Grande do Sul
Catástrofe climática 17 de maio de 2024 às 12:31

CACB sugere medidas para auxiliar na reconstrução do Rio Grande do Sul

AL-Invest Verde promove evento para os presidentes do MA AL-Invest Verde promove evento para os presidentes do MA
Al-Invest 16 de maio de 2024 às 17:01

AL-Invest Verde promove evento para os presidentes do MA

PL da reoneração gradual da folha deve ser votado semana que vem PL da reoneração gradual da folha deve ser votado semana que vem
Política 16 de maio de 2024 às 15:25

PL da reoneração gradual da folha deve ser votado semana que vem

Parlamentares e entidades entregam a Alckmin propostas de apoio ao RS Parlamentares e entidades entregam a Alckmin propostas de apoio ao RS
Emergência climática 16 de maio de 2024 às 09:30

Parlamentares e entidades entregam a Alckmin propostas de apoio ao RS

Presidente do CMEC Nacional participa do Programa Direito Delas Presidente do CMEC Nacional participa do Programa Direito Delas
CMEC NACIONAL 15 de maio de 2024 às 10:41

Presidente do CMEC Nacional participa do Programa Direito Delas

Serviços

Ver todos

Soluções dedicadas ao empresário brasileiro

Conheça nossos serviços para a sua empresa.

Conhecimento e informação nos conecta

Compartilhamos conteúdo do seu interesse

  •  

Eventos

Ver todos

Agenda dos Eventos Empresarias

Participe dos eventos organizados por entidades que apoiam os empresários do Brasil.

Busca

Fechar

Categorias de Serviços

Fechar

Entidades

Fechar
Logomarca Hotpixel