CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / TRIBUTOS

Com ajuste fiscal, carga tributária pode ser regressiva

Em discurso proferido em encontro com empresários do Sistema CACB, o ministro Henrique Meirelles defendeu responsabilidade com recursos do contribuinte

30 de junho de 2016 - 14:42
Brasília - DF, 30/06/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante encontro com representantes da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil - CACB. Foto: Beto Barata/PR

Meirelles: “Não existe o recurso do governo, existe o recurso do contribuinte” – Foto: Beto Barata/PR

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, enfatizou que é importante não só usar bem os recursos, mas também “arrecadar apenas o necessário e na medida em que o equilíbrio fiscal seja atingido com uma carga tributária regressiva”. A afirmação foi feita no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira (30), em encontro com o presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, e mais de 500 empresários, presidentes de Federações e Associações Comerciais do Sistema CACB.

Meirelles afirmou que compete ao governo fornecer uma estrutura macroeconômica adequada para o desenvolvimento e ter responsabilidade com os recursos públicos. “Em última análise, não existe o recurso do governo, existe o recurso do contribuinte. Portanto, este governo encara isso com grande responsabilidade.”

Para o ministro, a maior conquista do governo Temer será a redefinição do papel do Estado na economia brasileira e o papel da iniciativa privada. “Os empresários são o elo vital da atividade econômica, que é o comércio. São aqueles que geram riqueza, emprego e renda, atuando, portanto, dentro de um processo capilar de distribuição de bens e serviços ao país. A eficiência desse setor é absolutamente fundamental para que a economia cresça e para que o país prospere”, definiu.

Também discursaram o presidente da CACB, George Pinheiro; o ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha; o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira; e o ministro interino do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira.

Em seu discurso, Pinheiro ressaltou a confiança dos empresários no governo Temer – Foto: Beto Barata

 

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311