CACB

  1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Notícias / FEIRÃO

Brasileiros pagaram quase R$ 800 bilhões em imposto

23 de maio de 2016 - 17:19
Diferença de preços atraiu curiosidade dos visitantes

Diferença de preços atraiu curiosidade dos visitantes

 

O Feirão do Imposto, realizado na sexta-feira (20/05), pelo Conselho Empresarial (CE) Jovens Empreendedores da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio), surpreendeu positivamente e levou aos visitantes o impacto do que seriam os produtos sem o peso dos impostos que os brasileiros pagam. A avaliação é do vice-presidente do CE e coordenador do evento no Rio, Leandro Almeida. O evento se encerrou com o impostômetro medindo o pagamento de quase R$ 800 bilhões em impostos pagos pelo brasileiro.

“O evento foi bem positivo, as pessoas compareceram para ver os produtos. Enquanto a população não fiscalizar, não cobrar ver no dia a dia dele o quanto está doendo no bolso e quanto o governo não retorna, as pessoas precisam acordar”, disse.

Dezenas de pessoas que circulavam pela Rua da Candelária, no Centro do Rio de Janeiro, observaram de perto como a redução dos impostos poderia impactar positivamente o preço de produtos, como dos alimentos.

Produtos alimentícios: em alguns casos, a diferença chegar a ser maior que 30%.

Produtos alimentícios: em alguns casos, a diferença chegar a ser maior que 30%.

 

O presidente do CE, Mateus Aguiar dos Santos, disse que o feirão tem como objetivo conscientizar a população sobre como tem sido os gastos com os impostos. “Estamos trazendo a mensagem de o quanto tem de imposto em cada produto, mas como podemos envolver a população e engajar ela na cobrança para que os impostos sejam investidos da melhor maneira? O maior problema do que ter alta taxa tributária é não ter o retorno desse dinheiro em serviços públicos e benefícios para a população”, completou.

O presidente da ACRio, Paulo Protasio, disse que o mais importante para a população é ter consciência do que está ocorrendo com a economia atual.

Presidente do CE, Mateus Aguiar dos Santos (direita), expõe diferenças para visitante.

Presidente do CE, Mateus Aguiar dos Santos (direita), expõe diferenças para visitante.

“O estado está propondo a aumentar mais os impostos e quem paga é a cidadania. A empresa embute o preço que é atribuído ao estado. Quem fica com a maior parte? Basta ver a prateleira para ver os preços com impostos e sem impostos. Quando chega em produtos como eletrodomésticos, celular, dá para ver então que a garfada é muito maior. Ou a cidadania ganha essa conscientização ou a gente perde espaço”, disse.

Para Protasio, um dos mais importantes espaços para exercer a cidadania é pelo voto, mas lamenta que grande parte dos cariocas e fluminenses não estejam dando valor às eleições municipais, que serão realizadas este ano.

“Há um drama que estamos vivendo: 73% dos cariocas revelaram que eleição municipal não tem importância. Isso é um desastre para qualquer país. É preciso ver que o voto é o que faz a diferença”, completou.

O feirão expõe as diferenças de preços de cada produto. Em frutas, o imposto abocanha 11,89% do preço total do produto. Essa incidência chega a 37,44% na água mineral e a incríveis 72,18% quando se trata de equipamento eletroeletrônicos.

Membros do conselho usaram camisetas com lema do feirão deste ano: Bumerangue do imposto – o único que vai e não volta.

Membros do conselho usaram camisetas com lema do feirão deste ano: Bumerangue do imposto – o único que vai e não volta.

O mensageiro José Maria Bezerra Lima, que visitou o feirão, disse que os impostos não refletem benefícios para a população e disse que a classe política deveria rever o tamanho da carga tributária cobrada no Brasil. Para ele, com menos impostos seria melhor para o País.

“Sobraria mais dinheiro para saúde, educação. Sou de acordo de que deveríamos ter uma reforma geral nesse País”, completou.

Fonte: ACRio

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311