Imprensa
COMÉRCIO EXTERIOR

Balança comercial tem maior saldo para maio e parcial do ano desde 1989

Em maio, superávit da balança comercial totalizou US$ 6,43 bilhões.Nos cinco primeiros meses do ano, saldo positivo foi de US$ 19,68 bilhões

1 de junho de 2016 às 17:12

As exportações brasileiras superaram as importações em US$ 6,43 bilhões em maio deste ano, informou nesta quarta-feira (1º) o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Trata-se do melhor resultado para meses de maio desde o início da série histórica, em 1989. Ou seja, é o maior saldo positivo registrado para o mês em 28 anos.

Até então, o maior saldo positivo para meses de maio havia ocorrido em 2008, quando foi contabilizado um superávit de US$ 3,85 bilhões. Em maio do ano passado, houve um saldo positivo de US$ 2,75 milhões.

Foto: Cristiano Mariz/VEJA

Foto: Cristiano Mariz/VEJA

Parcial do ano

Já na soma dos cinco primeiros meses deste ano, a balança comercial teve um superávit (exportações maiores que importações) de US$ 19,68 bilhões. O resultado é bem melhor do que o verificado no mesmo período do ano passado: déficit de US$ 2,3 bilhões.

Foi também primeiro saldo positivo para este período desde 2012 e o melhor resultado desde o início da série histórica, em 1989, ou seja, em 28 anos. Até então, o maior saldo comercial, para o período de janeiro a abril, havia sido registrado em 2007 (+US$ 16,76 bilhões).

Exportações e importações em maio

Segundo o governo, as vendas ao exterior somaram US$ 17,57 bilhões em maio e, com isso, tiveram uma queda de 0,2% sobre o mesmo mês de 2015.

No mês passado, cresceram as exportações de semimanufaturados (+9%) e de produtos manufaturados (+8,9%), mas recuaram as vendas externas de produtos básicos (-8%), na comparação com maio do ano passado.

Os dados do governo também mostram que as importações continuaram recuando fortemente em maio deste ano. No mês passado, somaram US$ 11,13 bilhões e, com isso, registraram queda de 24,3% sobre o mesmo mês de 2015.

No mês passado, recuaram as importações de combustíveis e lubrificantes (-44,3%), bens de consumo (-26,4%), bens de capital (-27,1%) e bens intermediários (-19,2%) sobre maio do ano passado.

O resultado positivo da balança comercial se deve, portanto, mais à queda acentuada nas importações do que ao aumento das exportações. As importações estão mais baixas devido ao dólar alto, que encarece os produtos que vêm de fora, e à recessão econômica no Brasil, que reduz a demanda por bens e serviços.

Por outro lado, quando o dólar se valoriza os produtos brasileiros ficam mais baratos para os consumidores lá fora.

Estimativas para 2016

A expectativa do mercado financeiro para este ano é de melhora do saldo comercial, segundo pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras na semana passada. O próprio BC também prevê melhora no saldo comercial.

A previsão dos analistas dos bancos é de um superávit de US$ 50 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior para 2016. O Ministério do Desenvolvimento estimou um saldo positivo de US$ 45 bilhões a US$ 50 bilhões neste ano.

Já o Banco Central prevê um superávit da balança comercial de US$ 40 bilhões para 2016, com exportações em US$ 190 bilhões e compras do exterior no valor de US$ 150 bilhões.

Fonte: G1

Últimas Notícias

Portos de Santa Catarina: desafios e oportunidades no cenário global serão debatidos no Logistique Summit Portos de Santa Catarina: desafios e oportunidades no cenário global serão debatidos no Logistique Summit
Fascisc 19 de julho de 2024 às 15:01

Portos de Santa Catarina: desafios e oportunidades no cenário global serão debatidos no Logistique Summit

CACB aponta avanços e pendências na reforma tributária CACB aponta avanços e pendências na reforma tributária
Reforma Tributária 18 de julho de 2024 às 18:21

CACB aponta avanços e pendências na reforma tributária

Novo regime de origem do Mercosul simplifica regras e fortalece o comércio Novo regime de origem do Mercosul simplifica regras e fortalece o comércio
Comércio Internacional 18 de julho de 2024 às 15:14

Novo regime de origem do Mercosul simplifica regras e fortalece o comércio

Facerj promove seminário sobre Economia do Mar Facerj promove seminário sobre Economia do Mar
FACERJ 18 de julho de 2024 às 15:00

Facerj promove seminário sobre Economia do Mar

Facer lança o projeto Liquida Rolim, que promete movimentar diversos setores da economia local Facer lança o projeto Liquida Rolim, que promete movimentar diversos setores da economia local
Rondônia 18 de julho de 2024 às 13:51

Facer lança o projeto Liquida Rolim, que promete movimentar diversos setores da economia local

Conexão Faciap é realizado na ACIG Conexão Faciap é realizado na ACIG
Encontro 18 de julho de 2024 às 13:47

Conexão Faciap é realizado na ACIG

Serviços

Ver todos

Soluções dedicadas ao empresário brasileiro

Conheça nossos serviços para a sua empresa.

Conhecimento e informação nos conecta

Compartilhamos conteúdo do seu interesse

  •  

Eventos

Ver todos

Agenda dos Eventos Empresarias

Participe dos eventos organizados por entidades que apoiam os empresários do Brasil.

Busca

Fechar

Categorias de Serviços

Fechar

Categorias de Vídeos

Fechar

Entidades

Fechar
Logomarca Hotpixel