1. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil

  2. 27
Home / Artigos /
George Pinheiro Presidente CACB

Enfim, a proposta

21 de fevereiro de 2019 - 09:32

Que a chave de um ano positivo está na reforma da Previdência, todos sabem, e não é mais novidade. A novidade é que a proposta, enfim, chegou e está no lugar certo: no Legislativo, para ser debatida. O presidente Jair Bolsonaro entregou na quarta-feira (20) a proposta de reforma no Congresso e foi recebido pelos presidentes da Câmara e do Senado. E agora?

Agora ela terá seu trâmite, primeiro com os deputados e depois com os senadores, e nós, brasileiros, saberemos e acompanharemos tudo ao vivo e em cores. O debate vai nos esclarecer todos os pontos. E vamos, então, reconhecer como será nosso futuro.

Não só na aposentadoria, mas em todos os cenários deste País, que depende, intensamente, desta reforma da Previdência para poder deslanchar. Precisamos, depois de um período que foi ruim, um crescimento econômico sustentável, pois o sucesso da reforma é importante para que o País demonstre que é capaz de promover mudanças importantes para reduzir a máquina pública e dar mais espaço para o setor privado.

A mudança estrutural está começando, mas positivo mesmo para a economia e o País é mostrar as contas equilibradas, que simbolizam um aval para o crescimento econômico e, com isso, consolidarmos uma mudança estrutural nas contas públicas.

Os erros do passado tendem a ficar para trás com as novas regras que vão trazer, com certeza, um ambiente amistoso para investir, criando mais emprego e negócios. Nós, brasileiros, ganharemos com esse rearranjo da Previdência. Neste momento, com o texto da reforma no Legislativo para ser analisado e passar a valer, teremos, então, as informações sobre os seus benefícios.

O Brasil necessita ser conhecido como um lugar seguro e rentável para investimentos a longo prazo. Resta agora nos convencermos que a proposta, com seus sacrifícios individuais, pode ser uma grande oportunidade para a sociedade como um todo. Apostamos que os ajustes consolidados consigam baixar a taxa básica de juros e baratear o custo do crédito. Enfim, o círculo virtuoso do crescimento.

Afinal, o brasileiro já admite a proposta como necessária e inevitável…

Tags

Deixe seu comentário

Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis

  • Neusa Galli Fróes
    Froés berlato associadas

    Erick Arruda
    erick.arruda@cacb.org.br
  • neusa@froesberlato.com.br
    Telefones:
    (51) 3388 6847 / (51) 9123 6847

    E-mail geral da imprensa: imprensa@cacb.org.br
    Contato: (61) 3321 1311