Brasil - 29 de maio de 2017 - 16:11
03 de maio de 2017 - 16:55

Maratona competitiva e sustentável reúne estudantes do setor metalmecânico

Com o apoio da Acita, Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária de Itabira, por meio do WIN, a FIEMG realizou nos dias 26, 27 e 28 de abril a primeira Hackathon Setor Metal Mecânico. A maratona visa fomentar a pesquisa, experiência tecnológica e industrial, além da inovação com experimentos e projetos, mostrando soluções criativas e tecnológicas nos desafios propostos.

O evento, parte integrante do FIEMG itinerante, reuniu seis equipes formadas por alunos da Unifei – Campus Itabira e do SENAI, que aceitaram o desafio de promover inovação para solucionar dois problemas de indústrias da região. As indústrias participantes foram a Vale e a Fermag.

Os estudantes tiveram que desenvolver um software/ produto ou projeto, através de soluções criativas e tecnológicas, para solucionarem desafios propostos. Essas soluções podem ser aplicadas no setor industrial da região de Itabira.

A maratona contou com o apoio de mentores, apresentações, palestras, dinâmicas, oficinas e troca de experiências.

Após dois dias de trabalhos intensos e pesquisas, seguindo as regras impostas pela comissão organizadora, os alunos apresentaram na manhã de sexta-feira, 28, o resultado dos experimentos.

A Hackathon foi uma oportunidade única da comunidade estudantil apresentar para as empresas de Itabira os modelos de desafios e negócios. Para Eugênio Müller, presidente da Acita, o evento vai ao encontro das propostas do WIN, já que “o mercado hoje exige solução eficaz e mais participação”. “A Acita acredita muito nesta perspectiva, nessa cultura startup, para que a gente tenha soluções mais rápidas para serem colocadas à disposição dos clientes, das empresas”, disse.

O evento com a participação de jovens estudantes pode ainda ser uma abertura para o mercado de trabalho, já que a apresentação dos projetos contou com participação efetiva dos envolvidos e muita criatividade. “Essa comunidade de estudantes têm muitas ideias, muita criatividade e às vezes não tem muita opção de apresentar isso para uma empresa. É muito bom que Itabira tenha essa oportunidade”, afirmou Eugênio.

Arnaldo Batista Ribeiro, diretor geral da Fermag, fez parte da comissão julgadora da maratona e ficou encantado com o processo. Ele parabenizou a organização pela iniciativa e afirmou que o evento é bastante favorável para as empresas terem a disposição ideias “fantásticas” para a resolução de problemas, melhorias de processos e resolução de gargalos na produção. “No dia a dia, muitas vezes passamos despercebidos pelas oportunidades, que muitas vezes, são vistas rapidamente por olhares externos. Conhecemos os problemas, mas acabam ficando em segundo plano, por isso a Hackaton foi um propulsor para o desenvolvimento das nossas empresas”, concluiu Arnaldo.

Deixe seu comentário
Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis
Revistas