Brasil - 21 de October de 2017 - 08:19
Notícias / EMPREENDER
18 de julho de 2017 - 14:37

A gente paga metade: campanha quer estimular empresários a participarem do AL-Invest 5.0

São oferecidos recursos para participação de feiras e exposições nacionais e internacionais, organização de eventos, formação de novos núcleos de empresários, entre outras

A União Europeia, por meio do programa AL-Invest 5.0 e da CACB, pode pagar metade dos serviços contratados por federações ou associações comerciais, ajudando a garantir a realização de ações para promover o desenvolvimento, a competitividade e a produtividade das empresas que fazem parte dos núcleos setoriais do Empreender.

São oferecidos recursos para participação de feiras e exposições nacionais e internacionais, organização de eventos, formação de novos núcleos de empresários, apoio para consultorias, capacitações e oficinas em diversas áreas, como inovação, responsabilidade social empresarial, gestão ambiental, entre outras.

A gente paga metade: campanha quer estimular empresários a participarem do AL-Invest 5.0

O Edital está dividido em 31 pacotes. Cada um deles contém uma ação, com a descrição geral da atividade, o público-alvo a ser atendido por ela, seu objetivo e sua meta, além das informações sobre exigências de comprovação de execução da atividade, prazos, orçamentos e despesas elegíveis. Um núcleo setorial pode concorrer, por meio de uma entidade empresarial, a quantos pacotes de atividades desejar. É importante se atentar aos prazos: as atividades de todos os pacotes devem ser completadas até 30/10/2017.

União Europeia

De acordo como ministro conselheiro Thierry Dudermel, chefe do setor de Cooperação da União Europeia (UE) no Brasil, a cooperação internacional para o desenvolvimento socioeconômico é realizada por meio de programas temáticos e regionais financiados pela UE.

No âmbito do programa regional de cooperação da União Europeia com a América Latina, ainda segundo Dudermel, foram reservados cerca de R$ 775 milhões para o crescimento econômico inclusivo e sustentável, cujo foco é o desenvolvimento humano. “Os objetivos são melhorar o quadro regulatório para os negócios, o comércio e os investimentos, promovendo a diversificação econômica e o uso sustentável dos recursos naturais. A União Europeia pretende também apoiar a integração regional e o acesso a mercados com um foco nas MPEs, além de aumentar a competitividade do setor privado e aumentar as oportunidades de emprego”, disse.

“Para a Delegação da União Europeia no Brasil, a CACB é um parceiro estratégico para ajudar a atingir os objetivos do Programa AL-Invest 5.0, que é melhorar a produtividade das micro, pequenas e médias empresas na América Latina. A parceria com a CACB possibilita atingir a maior parte das associações comerciais do Brasil”, completou Dudermel.

Para mais informações, edital e detalhes das ações apoiadas pela CACB, acesse http://bit.ly/PacotesEmpreender.

Com informações do Empreender

Deixe seu comentário
Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis
Revistas