Brasil - 15 de December de 2017 - 02:23
Notícias / CONSELHO DELIBERATIVO
06 de dezembro de 2017 - 12:11

A certificação digital está sendo ampliada com segurança

O ITI quer massificar a emissão ampliando o número de certificações. Dos 8 milhões de certificados, 6 são de pessoas jurídicas. A meta é chegar a 40 milhões

O presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Gastão José de Oliveira, explicou, na 4ª reunião do Conselho Deliberativo da CACB, o funcionamento do órgão que processa uma média anual de R$ 2,85 trilhões em operações com certificados digitais. Além de documentos, as máquinas que operam também são certificadas. Ele disse que o órgão não pode parar (apenas 52 minutos por ano).

Gastão José de Oliveira, presidente do ITI

O ITI é uma outorga do governo com a iniciativa privada (88% da cadeia é privada). Gastão José de Oliveira disse que a entidade quer fortalecer a segurança e informou que o tom que está sendo dado para o Instituto é gestão de resultado. “Tudo tem meta e prazo”, diz o presidente do ITI. A certificação digital garante o nível de segurança dos serviços.

O presidente do ITI também falou sobre a seriedade dos processos analisados pelo órgão e afirmou que, em relação aos pontos de atendimento, o Instituto está cumprindo as normas de resoluções. Nosso certificado é universal, além de ser aplicado pela Receita Federal, a tecnologia já está permitindo que pelo celular seja possível usar o certificado digital. A meta é chegar a 40 milhões de certificados nos próximos anos.

 

Deixe seu comentário
Imprensa CACB - Jornalistas Responsáveis
Revistas